Israelenses cantam Hatikvah pelos soldados mortos em conflitos, das varandas dos prédios

Israelenses cantam Hatikvah pelos soldados mortos em conflitos, das varandas dos prédios

Dezenas de milhares de israelenses saíram às suas varandas nos prédios para cantar juntos o hino nacional de Israel Hatikvah, em vez de participar das cerimônias do Memorial Day canceladas em todo o país devido à crise do coronavírus.

Os israelenses foram convidados a participar do canto do hino nacional de suas varandas após a cerimônia oficial do Memorial Day realizada no Muro das Lamentações. A cerimônia foi realizada pela primeira vez na história de Israel sem a presença de um grande número de participantes enquanto os israelenses assistiam à cerimônia transmitida ao vivo de suas casas.

Após os discursos e as orações, o coordenador da cerimônia, Dan Caner, pediu aos espectadores que participassem cantando juntos o hino nacional liderado pelo tenente-coronel Shai Abrahamson durante a cerimônia.

“Vão às suas varandas, fiquem de pé diante das janelas e todos cantaremos o hino nacional juntos”, disse ele, dirigindo-se às famílias enlutadas.

O canto de Hatikvah nas varandas foi uma iniciativa organizada pelo Departamento de Celebrações e Legado Familiar do Ministério da Defesa, juntamente com a Organização dos Centros Comunitários em Israel. No final da cerimônia oficial do Memorial Day, várias comunidades de Israel participaram do canto do hino nacional.

“O povo de Israel não deixou as famílias enlutadas sozinhas durante esse dia nacional de luto, pois elas se uniram durante o canto em massa de Hatikvah e participaram de cerimônias virtuais realizadas por centros comunitários e autoridades locais em todo o país”, disse o chefe da organização de centros comunitários em Israel, Avi Vertzman.

Como parte da iniciativa, os residentes do lar de idosos “Gan Bair” em Ramat Gan tiveram sua própria cerimônia. Os residentes que estão confinados no local há mais de um mês por causa do surto de coronavírus, assistiram de suas varandas a cerimônia organizada apenas para eles no Sderort Yeled Park, de acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde.

Fonte The Jerusalem Post

Print Friendly, PDF & Email