News

Triste recorde de atos anti-semitas no Canadá, por quatro anos consecutivos

Compartilhar

O número de incidentes anti-semitas no Canadá atingiu um novo recorde pelo quarto ano consecutivo, principalmente devido ao assédio cibernético.

A Liga dos Direitos Humanos identificou 2.207 incidentes anti-semitas em sua auditoria anual de atos anti-semitas para o ano de 2019.

Isso representa um aumento de 8% em relação aos 2.041 registrados no ano anterior. Isso corresponde a mais 6 atos por dia, em média.

A província de Ontário registrou o maior aumento e a de Quebec, o maior número de incidentes pelo segundo ano consecutivo. Essas duas províncias abrigam as maiores comunidades judaicas do Canadá.

O assédio representou o maior número de incidentes, com 2.011 casos, ou 91,1%, contra 1.809 no ano anterior. Em 2019, 83,2% dos incidentes ocorreram online, inclusive nas redes sociais, em ameaças a emails e mensagens de texto.

O número de incidentes de vandalismo aumentou de 221 para 182, mas o número de incidentes violentos, incluindo agressões, aumentou de 11 para 14.

Incidentes notáveis ​​incluem o assalto de um judeu visivelmente ortodoxo por um motorista de táxi de Montreal, a pulverização de alcatrão por um trabalhador da construção civil em Outremont (Quebec) em um grupo de crianças hassídicas e a afirmação pública de um clérigo de Edmonton de que o “sionismo internacional” era a fonte da organização terrorista do Estado Islâmico.

Fonte The Time Of Israel

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »