Contra a COVID-19, Forças Armadas realizam desinfecção de hospitais públicos

Contra a COVID-19, Forças Armadas realizam desinfecção de hospitais públicos

Para conter o avanço da doença causada pelo novo Coronavírus no Brasil, a Operação COVID-19, do Ministério da Defesa, atua sistematicamente na desinfecção de hospitais públicos. Esta semana, a atividade foi realizada em unidades de saúde de diversas regiões do território nacional. Simultaneamente, outras ações foram desempenhadas por militares das três forças de Defesa, Marinha, Exército e Aeronáutica.

Em Juiz de Fora (MG), o 17º Batalhão logístico Leve de Montanha, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militares de Minas Gerais e com a Prefeitura Municipal, desinfectou áreas de risco de contágio na unidade Dom Bosco do Hospital Universitário. Já o Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba realizou a ação no Hospital Maternidade Paulina Targino. A atividade contou com militares das Forças Armadas habilitados em Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica (DBNQR).

Em Itaituba (PA), o 53° Batalhão de Infantaria de Selva descontaminou a área externa do Hospital Municipal de Itaituba (HMI). Na capital do estado, Belém, a Equipe de Resposta Nuclear, Biológica, Química e Radiológica do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas também higienizou o Laboratório Federal de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Houve desinfecção, também, na Escola de Aprendizes-Marinheiros de Pernambuco, em Olinda, no Mercado Municipal do bairro da Pedreira, em Belém (PA), no Terminal de Transbordo de Dourados (MS) e em áreas de grande circulação no Rio de Janeiro (RJ), como no Complexo Penitenciário de Gericinó, ação realizada pelo 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear. As atividades também visam à capacitação técnica de agentes civis. No Rio de Janeiro, foram capacitados 40 Policiais Penais e militares do 38° Batalhão de Infantaria e, em Brasília (DF), o Comando Conjunto Planalto capacitou funcionários da manutenção e bombeiros civis da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL).

Estradas

Em São Leopoldo (RS), o 19º Batalhão de Infantaria Motorizado apoiou a vacinação de caminhoneiros na BR-116, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e com a Secretaria Municipal de Saúde. Foram aplicadas 670 doses da vacina contra a gripe e 200 contra a febre amarela.

Também no Rio Grande do Sul, em Bagé, o 3º Regimento de Cavalaria Mecanizado mantém as ações de apoio aos Órgãos de Segurança e Ordem Pública na fronteira sul, prevenindo crimes transfronteiriços e contágio da COVID-19. Na área da Operação Acolhida, em Pacaraima (RR), a 15ª Companhia de Polícia do Exército também atua no controle da fronteira atendendo todas as medidas sanitárias.

Solidariedade

Em continuidade às doações de sangue, os militares do 38° Batalhão de Infantaria, sediado em Vila Velha (ES), compareceram ao Centro de Hematologia e Hemoterapia do Espírito Santo, para colaborar com o abastecimento do estoque da instituição. Já o 5° Batalhão de Infantaria Leve apoiou a Prefeitura de Lorena (SP) na distribuição de 2,5 mil kits de alimentação a famílias em situação de vulnerabilidade social. No Rio de Janeiro, o Arsenal de Guerra do Rio projetou, produziu e entregou máscaras Face Shield, com o apoio da Associação de ex-alunos do Instituto Militar de Engenharia (Alumni-IME).

 

Fonte: Portal de Imprensa do Ministério da Defesa

Print Friendly, PDF & Email