Medida tomada pelo governo para pequenas e médias empresas vai ajudar na preservação de empregos

Medida tomada pelo governo para pequenas e médias empresas vai ajudar na preservação de empregos

Uma das medidas tomada pelo Governo Federal que tem contribuindo na preservação de empregos em meio à pandemia do novo coronavírus é linha de crédito no valor de R$ 40 bilhões criada para pequenas e médias empresas. O recurso é para financiar a folha de pagamento dos trabalhadores e evitar demissões.

Pela iniciativa, o governo vai arcar com os salários dos empregados no valor de até dois salários mínimos durante dois meses. Nesse período, a empresa não poderá demitir.

A medida foi anunciada no final de março e até agora, cerca de 9,5 mil empresas tiveram acesso ao recurso e mais de 124 mil empregados foram alcançados com um montante que soma R$ 156,4 milhões, de acordo com o Banco Central. A estimativa é de beneficiar mais de 12 milhões de trabalhadores e 1,4 milhão de pequenas e médias empresas.

Um dos brasileiros que acessou o crédito é Alex Almeida. Dono de uma empresa de roupas infantis, em Januária, no norte de Minas Gerais, ele viu o faturamento cair e contou que teria que demitir alguns dos empregados se não fosse a medida do governo.

“Ao avaliar nosso fluxo de caixa, nossa necessidade de capital de giro, nós percebemos que uma das atitudes seria realmente a demissão de alguns colaboradores”, disse. “Esse crédito veio a manter o emprego de muitos dos meus colaboradores e de muitas empresas aqui do norte de Minas”. E acrescentou: “No Dia do Trabalho não tem uma coisa que dê tanto orgulho a qualquer pessoa como ter seu emprego”.

A linha de crédito tem juros de 3,75% ao ano. O prazo de pagamento é de três anos, com carência de seis meses pra começar a quitar o empréstimo. Para contar com a ajuda do governo a empresa deve ter faturamento anual de R$360 mil a R$ 10 milhões de reais.

Fonte gov.br

Print Friendly, PDF & Email