Porto Alegre, 05/05/2020 – Após dois meses de operação em cadeias gaúchas, os 31 agentes da Força de Cooperação do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) deixaram o Rio Grande do Sul, na manhã desse domingo, 3. No sábado, 2, antes de embarcarem, os policiais penais passaram por testagem para detectar a presença de covid-19. Nos testes rápidos, realizados no Hospital da Brigada Militar, os 31 agentes, entre eles três mulheres, registraram resultado negativo para a presença do Coronavírus.  “Essa é uma garantia de que estamos nos deslocando sem a doença. É uma segurança para os que ficam aqui e para quem segue nas próximas missões”, relatou o coordenador institucional da força de operação, policial penal federal Claudevan Costa.

Durante os 60 dias em que ficou no Rio Grande do Sul, o grupo de agentes cedido pelo Depen participou de diversas ações de segurança e apoio aos órgãos de saúde locais. A Força de Cooperação do Depen está no Rio Grande do Sul desde o dia 3 de março deste ano. Foi autorizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para exercer atividades de instrução, nivelamento de procedimentos e apoio aos agentes da Susepe, nos serviços de guarda, vigilância e custódia de presos. A atuação da Força no Estado contou com o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de administração penitenciária (Seapen e Susepe) e Segurança Pública do RS. Esta foi a sexta atuação da FOCOPEN, desde que foi criada, no país.

 “A Força de Cooperação revelou-se fundamental e exitosa nos dois eixos de sua atuação no RS, na prevenção/orientação, de um lado, e no apoio operacional em ações de estabilização da segurança prisional, de outro. Esta ação integrada é mais um exemplo de missão bem cumprida”, avaliou o secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli. “E, o que é mais importante, todos os agentes deixam o Estado do Rio Grande do Sul com pleno gozo de sua saúde física, viajando em segurança no retorno às suas bases”, complementou.

Os agentes iniciaram seu trabalho no Estado, atuando na região Metropolitana de Porto Alegre, realizando operações de segurança no complexo prisional de Charqueadas. No início de abril, o grupo se transferiu para a região da Campanha, passando a utilizar como base a cidade de Bagé. As primeiras missões envolveram ações preventivas de controle à pandemia de Coronavírus, conscientização da população, além de capacitação de agentes da polícia penal gaúcha, em procedimentos de segurança, de acordo com a doutrina do departamento. Na ocasião, o município de Bagé era um dos mais atingidos pelo surto da Covid 19. Na metade do mês, a Força de Cooperação realizou operação de contenção de galeria e transferência de presos, na Penitenciária Estadual de Livramento, na região da Fronteira.

A Força encerrou sua participação no Rio Grande do Sul, atuando na região da 8ª Delegacia Penitenciária (Vales do Rio Pardo e Taquari), trabalhando no fortalecimento da segurança na região, investindo na qualificação dos servidores, reforçando as ações de controle à Covid-19, além de auxiliar nas atividades e rotinas prisionais, buscando a padronização de procedimentos. O superintendente da Susepe, Cesar da Veiga, agradeceu o apoio do Depen e deixou aberta a possibilidade de novas parcerias no futuro: “Tivemos uma atuação conjunta que revelou entrosamento e bons resultados”, finalizou Veiga.

ASCOM SEAPEN RS

Fonte: Portal de Imprensa do Departamento Penitenciário Nacional
Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments