Belo Horizonte/MG – Nesta quarta-feira (6/5), a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO), força-tarefa coordenada pela Polícia Federal e integrada pela Polícia Civil, pela Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e pelo Departamento Penitenciário de Minas Gerais/Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais, deflagrou a Operação Saque Marcado, que investiga quadrilha responsável por roubos na modalidade conhecida como saidinha de banco.

Estão sendo cumpridos sete mandados de prisão preventiva e oito mandados de busca e apreensão, todos em Belo Horizonte, expedidos pela Vara de Inquéritos da Capital.

O grupo criminoso, composto por oito integrantes, identificava pessoas fazendo saques vultosos em agências bancárias e repassava as informações a comparsas do lado de fora das agências, os quais faziam a abordagem e o roubo com o emprego de armas de fogo.

Foram identificados 11 roubos praticados pela grupo no segundo semestre de 2019, sendo 10 deles em Belo Horizonte e um em Lagoa Santa.

Os presos estão sendo investigados pelos crimes de roubo e participação em organização criminosa, cujas penas cominadas podem chegar a 28 anos de prisão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments