News

Quase 28 mil brasileiros voltarão ao País após o início da pandemia

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, o número estimado de brasileiros repatriados com apoio das embaixadas e consulados, até o dia 12 de maio, é de 21.818  pessoas, e ainda há cerca de 4.600 brasileiros com passagens aéreas canceladas e/ou desvalidos aguardando repatriação. O Itamaraty tem apoiado brasileiros que estavam no exterior e foram surpreendidos por medidas de restrição do tráfego aéreo em razão da pandemia de coronavírus. 

Confira os as últimas ações do mês de maio: 

América Central: dia 12 de maio, o Itamaraty, por meio das embaixadas em San José e Panamá, embarcou, em voo de repatriação humanitária, 80 brasileiros que se encontravam retidos na Costa Rica e Panamá. Após escala no Panamá, onde embarcaram 55 dos 80 passageiros, o voo seguiu para o Brasil.

Guatemala: a Embaixada do Brasil na Guatemala obteve o embarque, no dia 12 de maio, de quatro brasileiros em voo de repatriação privado para o Brasil. As embaixadas e consulados seguem buscando formas de repatriar todos os viajantes brasileiros retidos no exterior.

Costa Rica: o Itamaraty, por meio da embaixada em San José, embarcou, em voo fretado de repatriação, 25 brasileiros que se encontravam retidos na Costa Rica. Além dos nacionais, também embarcaram três uruguaios. O voo, com escala no Panamá para embarque de mais brasileiros, seguiu com destino ao Brasil (GRU).

Equador: sábado, 9 de maio, a Embaixada do Brasil no Equador apoiou a realização de voo comercial que repatriou oito brasileiros.

Nigéria: no último dia 7 de maio, o Consulado do  Brasil em Lagos obteve vaga para um brasileiro em voo de repatriação americano.

Confira a relação do mês de abril

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, explicou que, nos casos de países em que o espaço aéreo foi fechado e os voos cancelados, o Itamaraty trabalha para obter autorizações especiais e também vai contratar voos charter, em que uma companhia aérea transporta os passageiros de outra que foi impossibilitada de voar.

 Auxílio consular

O Ministério das Relações Exteriores organizou em Brasília (DF) o Grupo Consular de Crise (G-Con), que funciona de forma integrada com as embaixadas e consulados. O grupo tem cinco equipes organizadas por área geográfica, formadas por servidores em Brasília e nos postos. 

O MRE também disponibilizou um formulário emergencial de auxílio consular para os brasileiros no exterior que estão sendo afetados pela crise do novo coronavírus.O Itamaraty tem enviado alertas por meio dos perfis da embaixada ou consulado de cada região, além de informar pelo portal consular. Lá, é possível encontrar informações sobre medidas de restrição de circulação determinadas pelo governo local, voos de volta ao Brasil, medidas de apoio aos brasileiros e contatos dos agentes consulares.

Acesse os perfis de mídias sociais dos consulados e embaixadas.

Fonte gov.br

Ajude-nos a levar o jornalismo independente a todas as partes!

Graças ao apoio de leitores como você, é possível realizar um excelente trabalho jornalístico de pesquisa e investigação, oferecendo um serviço sério de alta qualidade com imprensa livre e jornalismo independente.

Em uma época em que notícias falsas e distorcidas estão em todas partes, seu apoio é vital para o bom desenvolvimento da informação. Entre no link abaixo e nos ajude a continuar o nosso trabalho com informações gerais que podem ser lidos por toda a família em uma abordagem que prima pela ética e pelo respeito

Print Friendly, PDF & Email

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região, história, arqueologia, tecnologia, ciências, literatura. Natural de Itajaí, Santa Catarina, social mídia.
Botão Voltar ao topo