Mundo Militar

Marinha do Brasil realiza Operação “Ágata” na região oeste do Paraná

A Capitania Fluvial do Rio Paraná e a Delegacia Fluvial de Guaíra cumpriram mais uma etapa da Operação “Ágata”, uma operação interagências, com o propósito de intensificar a presença do Estado na Faixa de Fronteira, conforme estabelecido no Programa de Proteção Integrada de Fronteiras. Realizada desde 2011 sob coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, no período de 18 a 22 de maio, a Marinha do Brasil esteve presente diuturnamente nos rios e lagos do oeste do Paraná. Em coordenação com a Polícia Federal por intermédio do Núcleo Especial de Polícia Marítima, os militares patrulharam toda extensão do rio Paraná e lago de Itaipu em sua área de jurisdição. Mais de 120 militares estiveram diretamente envolvidos na operação, no intuito de combater crimes transfronteiriços, como contrabando e descaminho por intermédio da dissuasão e notificação a eventuais infratores das Normas da Autoridade Marítima brasileira. A operação foi um reforço nas ações de fiscalização do tráfego aquaviário por meio de inspeções navais e patrulha noturna, já que, dentro do contexto da pandemia da Covid-19, as fronteiras entre Brasil e Paraguai estão fechadas por tempo indeterminado, ampliando a probabilidade de maior incidência de travessias ilegais entre os dois países. Como resultado, 116 embarcações foram abordadas durante o período. Apesar de encerrada esta etapa da operação, a Marinha do Brasil segue presente nas águas do oeste do Paraná, a fim de assegurar a segurança da navegação.

Fonte: Portal de Imprensa da Marinha do Brasil

Print Friendly, PDF & Email

Marcos Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo