FAB participa do 2º Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa

FAB participa do 2º Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa

O 2º Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa, coordenado pela Escola Superior de Guerra (ESG), foi realizado no dia 21 de maio. O encontro on-line teve como tema “As Contribuições da P&D da Área Militar para a Tríplice Hélice”, onde foram debatidas formas de interação e cooperação para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras à Defesa, com aplicabilidade no meio militar e civil. O objetivo do evento, que contou com a participação simultânea de 240 pessoas em um ambiente virtual, foi reunir executivos e industriais visando a capacitação em áreas de importância para a defesa nacional com ênfase na sinergia entre os três elementos inter-relacionados: governo, indústria e universidade.

Segundo o Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Major-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara, que participou como palestrante, “a relação da academia com a indústria pode ser identificada com a presença de parques tecnológicos e políticas governamentais, assim como está acontecendo hoje no evento, com a participação de representantes da indústria, academia e governo”, afirmou.

Neste cenário, todas as instâncias possuem papéis importantes: o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), como centro de inovação, pesquisa e desenvolvimento de tecnologias, atua na formação de profissionais de alto nível; a indústria analisa as demandas práticas e realiza a fabricação; e o governo age como facilitador, seja reduzindo as burocracias ou por meio de programas de incentivo à pesquisa, com apoio de políticas públicas gerindo modelos contratuais das parcerias.

Um exemplo de parceria citada pelo Diretor-Geral do DCTA foi o projeto do Veículo Suborbital Brasileiro – VSB-30. A certificação do VSB-30 foi finalizada em 2009 e a transferência de tecnologia para a indústria está prevista para este ano.

“O sucesso do VSB-30 se tornou um exemplo do modelo da Tríplice Hélice nos setores de inovação e tecnologia”, acrescentou o  Reitor do ITA, Professor Doutor Anderson Ribeiro Correia.

Fonte: Portal de Imprensa da Força Aérea Brasileira

Print Friendly, PDF & Email