Produtores de Santa Catarina podem comunicar perdas de alimentos devido à dificuldade de comercialização

Produtores de Santa Catarina podem comunicar perdas de alimentos devido à dificuldade de comercialização

Os agricultores familiares de Santa Catarina podem comunicar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) sobre possíveis perdas de alimentos ocasionadas por problemas na comercialização, em função da pandemia de Covid-19. O Disque Perda de Alimentos é um canal de comunicação exclusivo e gratuito no Whatsapp.

“A iniciativa do Ministério da Agricultura proporcionará melhor compreensão sobre as perdas sofridas devido à dificuldade na comercialização, facilitando a tomada de decisões e o desenvolvimento de políticas públicas para melhor atender e contribuir para mitigar esse tipo de situação. Por isso, em Santa Catarina, a Secretaria da Agricultura e a Epagri estão divulgando esse novo canal de comunicação e incentivando a participação dos produtores rurais. A intenção é fazer essa análise e estudar esses problemas, diminuindo os prejuízos e melhorando a condição de renda dos produtores rurais catarinenses”, afirma o secretário adjunto de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo Miotto.

Para acessar a nova ferramenta, basta clicar aqui ou salvar o número (61) 9873-3519 na agenda de contatos do telefone e enviar um “Oi” por mensagem no WhatsApp. O atendimento será iniciado automaticamente com o envio de perguntas essenciais para que a situação do agricultor familiar seja analisada.

O secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa, Fernando Schwanke, explica que o objetivo do canal é garantir que as informações cheguem ao órgão de forma rápida e organizada para que novas medidas sejam avaliadas. “Queremos saber e poder ajudar. Além de organizar o fluxo das comunicações sobre perdas de alimentos, este canal vai nos aproximar ainda mais dos agricultores e suas organizações, como cooperativas, agroindústrias e associações, que estão com dificuldades na comercialização dos seus produtos. Isso permitirá um contato direto com o Mapa, que continua estudando novas medidas para auxiliar os pequenos produtores afetados pela pandemia”, diz.

Conheça outras medidas de apoio ao setor produtivo catarinense:

Agricultores catarinenses investem em Delivery

Para manter o fluxo de comercialização da agricultura familiar, a Secretaria de Estado da Agricultura vem incentivando a entrega de frutas e verduras em domicilio. A Epagri está dando suporte na organização dos agricultores e na orientação para que todas as medidas de prevenção ao coronavírus sejam seguidas. As experiências se multiplicam pelo território catarinense e provam que crises podem abrir oportunidades interessantes.

Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

O Governo de Santa Catarina investe na compra de produtos da agricultura familiar. A Secretaria da Agricultura destinará R$ 2 milhões para apoiar o setor produtivo catarinense, sendo que metade desse valor será voltado para compra de leite e derivados.

Os recursos do Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR) serão repassados aos municípios por convênio, com até R$ 30 mil para aquisição de alimentos da agricultura familiar pelo Programa de Aquisição de Alimentos. A prioridade será atender os municípios que apresentarem Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo de 0,7 e que tenham a economia baseada no agronegócio. Os alimentos adquiridos deverão ser destinados às famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional, preferencialmente aquelas inscritas no Cadastro Único.

Fonte GSC Imagens Ricardo Wolfenbuttel/Secom

Print Friendly, PDF & Email