Brasil se junta ao teste de vacina contra o coronavírus da Universidade de Oxford

Brasil se junta ao teste de vacina contra o coronavírus da Universidade de Oxford

O Brasil se juntará ao teste de vacina contra o coronavírus da Universidade de Oxford , anunciou a universidade nesta semana.

Em comunicado divulgado na quinta-feira, a universidade anunciou que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANVISA) aprovou o país como parte dos ensaios clínicos conduzidos pela Universidade de Oxford e apoiados pela AstraZeneca, que produz a vacina. Cerca de 2.000 pessoas serão recrutadas para participar.

O Brasil se tornou um epicentro da pandemia de coronavírus, com o país registrando mais um número recorde de mortes na quinta-feira – 1.473 – elevando seu número para mais de 34.000. O Brasil agora superou a Itália no terceiro surto mais mortal do mundo, apesar de ainda ser considerado pelos especialistas uma subconta significativa devido a testes insuficientes.

De fato, “o Brasil é uma prioridade para o estudo devido à curva ascendente do COVID-19”, disseram autoridades no comunicado à imprensa.

“O mais importante é realizar essa etapa do estudo agora, quando a curva epidemiológica ainda está subindo e os resultados podem ser mais assertivos”, disse Lily Yin Weckx, coordenadora do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) da Federal Universidade de São Paulo, em comunicado.

Mais de 6,6 milhões de pessoas foram infectadas pelo vírus e mais de 389.000 morreram do COVID-19, segundo a contagem de Johns Hopkins. O número real é provavelmente muito maior, devido aos limites de testes e a muitos casos assintomáticos.

Print Friendly, PDF & Email

One thought on “Brasil se junta ao teste de vacina contra o coronavírus da Universidade de Oxford

Comments are closed.