Militares das Três Forças são homenageados com Ordem do Mérito da Defesa

Militares das Três Forças são homenageados com Ordem do Mérito da Defesa

A missão do Ministério da Defesa teve início bem antes dos 21 anos que, nesta quarta-feira (10), a Pasta completa. Na verdade, acompanha a trajetória de criação das Forças Armadas, começando pela fundação da Marinha e do Exército, em 1822, e no século passado, em 1941, da Força Aérea Brasileira. À frente das Forças de Defesa desde 1999, a Pasta herdou a necessidade de manter a atuação integrada dos militares, destacou o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo. Ele falou durante breve cerimônia da Ordem do Mérito da Defesa, na sede da Pasta.

Pelo segundo ano, Azevedo comemora o aniversário do Ministério à sua frente e reforça a importância da Instituição em sua missão. “Como militar, sou testemunha da integração, da evolução da interoperabilidade das Forças”, ressaltou. Diferente de anos anteriores, a comemoração foi restrita às dependências do prédio e com número reduzido de pessoas e marcada apenas pela entrega da medalha.

Na oportunidade, após execução do Hino Nacional e Ordem do Dia (fazer o link em cima), o Ministro, o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Tenente-Brigadeiro do Ar Raul Botelho, e o Chefe de Assuntos Estratégicos, General de Exército César Augusto Nardi de Souza, impuseram as medalhas nos condecorados.

Os homenageados são selecionados de acordo com decreto do Presidente da República, que é grão-mestre da homenagem, e são publicados no Diário Oficial. Apesar de terem sido homenageadas pouco mais de 150 pessoas, presencialmente estavam apenas alguns militares que servem na Pasta.

Entre eles, foi homenageado o assessor especial militar do Ministro, Vice-Almirante Carlos Chagas, da Marinha do Brasil. Ele resumiu que “a medalha representa o trabalho de todos, servidores e civis, no Ministério da Defesa em prol do Brasil”.

Outro homenageado, este da Força Terrestre, era o General de Exército Manoel Luiz Pafiadache, que desde outubro do ano passado está à frente da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério. Mas como ele mesmo fez questão de destacar, tem ligação com a Defesa muito antes disso, “do meu tempo de Coronel”, relembra. O hoje general da reserva foi assistente em Genebra, na Suíça, do Conselheiro Militar. “Acompanho o dia a dia do Ministério desde sua criação e ter recebido esta medalha é uma honra”.

Há mais de dois anos atuando como segurança do Ministro da Defesa, o 1º Sargento da Força Aérea Brasileira Antonio, Carlos Melo estava entre os condecorados. Ele disse sentir-se lisonjeado com a honraria. “É um reconhecimento a mais na minha vida de militar”, resumiu.

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa

Print Friendly, PDF & Email