Mundo Militar

Operação Verde Brasil 2 completa um mês de atividades

A Operação Verde Brasil 2 completou nesta quarta-feira (10) um mês de atuação para prevenir e reprimir delitos ambientais dentro da área da Amazônia Legal. Em 11 de maio, o Governo Federal deflagrou a Operação para combater o desmatamento e o garimpo ilegal, autorizando o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e para ações subsidiárias.

Nos 30 dias de Operação Verde Brasil 2, militares e agentes de órgãos parceiros realizaram inspeção naval em mais de 2,1 mil embarcações, das quais 110 foram apreendidas. Nos postos de bloqueio e controle de estradas, vistoriaram mais de 4,7 mil veículos, retendo 124 desses por irregularidades. Mais de 14 mil metros cúbicos de madeira ilegal também foram confiscados. O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) já coordenou mais de 300 horas de voo durante a Operação, enquanto as aeronaves de Asas Rotativas das três Forças já somam 361 horas de voo.

Maquinários pesados utilizados em atividades extrativistas ilegais, como tratores de esteira, escavadeiras e máquinas agrícolas, também foram confiscados. Ainda, crimes não ligados a delitos ambientais também foram coibidos, com a apreensão de 218 quilos de pasta base de cocaína e 139 quilos de maconha. Animais silvestres também foram apreendidos. Ao todo, 116 autos de prisão em flagrante delito foram lavrados, enquanto quase R$ 103 milhões foram aplicados em multas e termos de infração.

Últimas 24 horas

O Comando Conjunto Príncipe da Beira apreendeu na terça-feira (09) três embarcações, munições e outros itens, aplicando multas superiores a R$ 500 mil em sua área de atuação. Presente nos Estados do Acre, do Amazonas e de Rondônia, o Comando executou patrulha motorizada, terrestre, naval e aeromóvel, além de estabelecer postos de bloqueio e controle fluvial e de estradas e apoiar a fiscalização ambiental interagências. Ao todo, foram revistados 111 veículos, 78 embarcações e uma aeronave.

Já o Comando Conjunto Barão de Melgaço, à frente das ações no Mato Grosso, estabeleceu postos de bloqueio e controle de estradas e patrulha terrestre. Foram revistados mais de 100 veículos e quatro madeireiras, resultando na apreensão de 61 metros cúbicos de madeira e dois caminhões, além da aplicação de multas.

Na área do Comando Conjunto Marechal Soares de Andrea, que atua no Estado do Pará, a Marinha mantém as inspeções e patrulhas navais. Por terra, os militares do Exército estabeleceram postos de bloqueio e controle de estradas e ações de reconhecimento terrestre, além de apoiar a logística dos órgãos civis na região.

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa

Print Friendly, PDF & Email

Marcos Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo