São Paulo: Seminário online destaca importância das Estações Ecológica e Experimental de Itirapina

São Paulo: Seminário online destaca importância das Estações Ecológica e Experimental de Itirapina

Encontro realizado no dia 4 de junho abordou o papel dos espaços na conservação ambiental e as aves existentes na unidade.

Com o tema “Preservar o Meio Ambiente é Essencial” a Semana do Meio Ambiente da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) recebeu, na última quinta-feira (4), o webinar “Estações Ecológica e Experimental de Itirapina”. O encontro abordou o papel das estações Ecológica e Experimental na conservação ambiental e as aves existentes na unidade, bem como as relações entre a conservação ambiental e a saúde em tempos de COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus).

Durante o encontro, os participantes puderam conferir as apresentações e participar com perguntas para o ornitólogo e consultor ambiental, Paulo Sérgio Gonçalves da Silva, para o professor da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF), Flávio Fernando Batista Moutinho, e para o pesquisador e colaborador do Laboratório de Aves da Universidade Federal de São Carlos, Matheus Gonçalves dos Reis.

Paulo Sérgio da Silva apresentou as aves existentes nas unidades apontou o problema da perda de biodiversidade com a fragmentação de habitats, que ocorreu historicamente no território paulista e nacional. Matheus dos Reis apresentou a importância das unidades.

Segundo o pesquisador, restam poucos remanescentes de grande porte de cerrado e nas estações ecológicas de Itirapina e Santa Bárbara ocorrem os ecossistemas mais raros e ameaçados, de forma que as unidades protegem diversas espécies vegetais, além de serem fundamentais para todos os grupos de fauna.

Bioma

Em resposta a uma pergunta de um participante sobre outro bioma, que não ocorre no território paulista, mas que também é de total relevância, Flávio Moutinho alertou pra o fato de que o “adentramento” da Floresta Amazônica é um grande risco. “Com o desmatamento há a possibilidade de uma nova pandemia, porque a gente desconhece aquela microbiota da floresta tropical brasileira da mesma forma que a gente não conhecia o novo coronavírus”, alertou o pesquisador.

O evento teve cerca de 45 participantes e foi promovido pelo Conselho Consultivo da Estação, Instituto Florestal (IF) e Instituto de Educação Saúde e Conservação (IEESC). O encontro foi mediado pela especialista ambiental do IF Maria Luísa Bonazzi Palmieri e teve o apoio das Prefeituras Municipais de Itirapina e Brotas, da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense e do Laboratório de Aves da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Fonte: Governo de São Paulo

Quando começamos o Press Periódico para tentar trazer a verdade para o resto do mundo, sabíamos que seria um grande desafio. Mas fomos recompensados pela incrível quantidade de suporte e feedback dos leitores que nos fizeram crescer e melhorar.
Faça parte da missão de espalhar a verdade! Ajude-nos a combater as tentativas de silenciar nossas vozes e torne-se um assinante.

Print Friendly, PDF & Email