A Lenda dos sete homens sábios e um elefante teve origem no subcontinente indiano.

“Diz a lenda que numa cidade viviam sete sábios cegos, que davam conselhos à todas as pessoas que os consultavam para resolver seus problemas. Os homens eram amigos, mas mantinham uma competitividade acirrada, e acabavam discutindo o tempo todo para evidenciar quem era mais sábio.

Um dia, depois de uma conversa cansativa sobre a Verdade, o sétimo sábio se aborreceu e resolveu ir embora para as montanhas, e disse aos amigos:

– Somos homens cegos e talvez possamos ouvir e entender melhor que as outras pessoas a verdade da vida. Mas vocês ficam discutindo como se quisessem ganhar uma aposta, um jogo. Cansei dessa competição! Vou-me embora.

Um dia, um comerciante chegou à cidade montado num belo elefante africano. As pessoas nunca tinham visto um animal daquele porte, nem mesmo os sábios cegos, e todos saíram à rua para vê-lo. Os cegos rodearam o elefante para tocá-lo e o primeiro sábio apalpou a barriga do animal e disse:

– É muito parecido com uma parede!

O segundo sábio, tocando nas suas presas, o corrigiu:

– É muito parecido com uma lança!

O terceiro sábio, que segurava a tromba do elefante, retrucou:

– É muito parecido com uma cobra!

A mão do quarto sábio acariciava o joelho do elefante, e o sábio contestou:

– É muito parecido com uma árvore!

O quinto sábio gritou, quando mexia nas orelhas do elefante:

– É muito parecido com um abano!

O sexto sábio irritado rebateu:

– Todos vocês estão errados! O elefante é muito parecido com uma corda! – disse, tocando a pequena cauda do elefante.

E, alvoroçados, os seis sábios ficaram discutindo. Até que o sétimo sábio cego, descendo das montanhas, apareceu conduzido por uma criança. Ao ouvir a contenda, pediu ao menino que desenhasse no chão a figura do elefante. Quando tateou os contornos do desenho, percebeu que todos os sábios estavam certos e iludidos ao mesmo tempo. Agradeceu ao menino e afirmou:

– É assim que os homens se comportam perante a verdade. Pegam apenas uma parte, pensam que é o todo, e continuam tolos!

(história adaptada de Heloisa Prieto e John Godfrey Saxe)”

Esta história tem muito a ver com o que vivemos no Brasil hoje, lógico, no mundo todo, mas, como bom brasileiro vou me focar apenas aqui em nossa terrinha.

E falo de política evocando tal história. Pois, isso é o que hoje vemos acontecer em nossa terra, cada um vendo aquilo que quer e falando apenas aquilo que pensa e não o todo. A crítica é clara, tem a ver com a luta de poder que vemos ocorrer em nosso país.

A esquerda se auto intitulando Democrática, mas está a anos-luz de ser. Como todo tipo de posicionamento totalitário, ser democrático, para eles, é uma forma de tentar impor a ideia de que somente ela produz a verdade e essa verdade TEM de ser aceita por todos, ou seja, observamos uma forma clara de Tirania, Ditadura, Imposição, e estes são apenas algumas adjetivações que podemos utilizar para classificar o pensamento e a ação da esquerda. Mas, esquerda no Brasil sendo esquerda é o óbvio… Coisa de Ditador.

O Movimento Negro se auto intitula defensor dos Afro-Descendentes do Brasil, não os afro-brasileiros, os Afro-Descendentes, pois, na minha humilde visão, o brasileiro mulato, o dito Pardo, não é Afro-Descendente, eu mesmo não me sinto e não incentivo meus filhos a se dizerem assim, pois, MULATO é uma miscigenação do negro africano com o branco europeu, e é uma etnia tipicamente Brasileira, pois, em nenhum outro lugar são considerados mestiços, são considerados NEGROS, e, visto que brasileiro original, é somente o ameríndio, o Mulato/Pardo é um produto made in Brasil pós Colonização Européia, mas eu levanto outro questionamento, defender os negros, tudo bem, mas, por que não votam em candidatos negros para formar uma Bancada Negra? Negro não serve para defender negro no congresso? Bom, ai vem a desculpa, temos poucos candidatos negros? Coisa de Hipócrita

O Movimento GLS (como sempre digo sou Politicamente Incorreto, para mim, cavalheiro que sou… mulheres, sempre vem na frente), que defende os direitos dos homossexuais de todas as matizes e cores (agora identificados por uma enorme sopa de letrinhas e aditivado com o sinal +), nunca fui contra os homossexuais, pelo contrário, acho que como seres humanos e cidadãos (sim, eles pagam impostos, votam, usam SUS, comem, defecam, urinam etc., e tudo que um hétero faz), possuem direitos inalienáveis e inquestionáveis, constitucionalmente falando, mas… (tem sempre um mas), no momento em que querem IMPOR, sua opção sexual, ai começa a ditadura do sexo que eu não posso e nunca vou aceitar de forma alguma. Casamento para mim é a união de duas almas que se amam e querem viver juntas pelo resto da vida, por que negar isso aos homossexuais?

Vivi minha vida tendo vários amigos homossexuais, mas, o que diferia eles e muitos outros que conheço hoje? A Dignidade, até posso dizer a Hombridade e a moral, pois, assumem suas opções sexuais e as defendem e acho coerente e correto isso. Mas, no momento em que querem distorcer as cabeças das crianças com a maldita Ideologia de Gêneros, onde a criança nasce sem sexo e esse sexo ser criado no decorrer da vida, isso é uma imposição, isso é uma brutalidade, um Bullying de pensamento, a criança deve ser livre pois, ela nasce menino ou menina, APENAS. Pois, esse são os dois únicos sexos biológicos existentes.

Cada qual deve viver aquilo que está fadado a viver. Ninguém nasce gay, mas hoje, a parcela politicamente deformada dos homossexuais, ligados a esquerda nociva a sociedade, quer impor seu pensamento doentio e pervertido, extremamente calculado e bem manipulado, mas, um pensamento destruidor da sociedade. Defender direitos é direito, IMPÔ-LOS, é pura Ditadura de Pensamento. Coisa de Doutrinador.

Poderia eu aqui seguir nessa crônica com os diversos e vários movimentos ligados a essa esquerda nefasta, talvez, mais até que a praga de gafanhotos que não chegou a entrar no Brasil com medo da concorrência que aqui já esta fincada, seriam páginas e páginas mostrando o óbvio – a Esquerda no Brasil quer apenas dominar o poder para fazer aquilo que ela sabe bem fazer – Dilapidar o patrimônio público ao bem proveito dela própria ou de seus agregados – a Lista também é extensa, basta ver o que tem ocorrido no país, mas, prefiro me ater ao pensamento fechado e bem moldado a situação do parágrafo final da lenda inicial dessa crônica, a do Sétimo e mais sábio dos Sábios cegos – “– É assim que os homens se comportam perante a verdade. Pegam apenas uma parte, pensam que é o todo, e continuam tolos!”.

Prefiro ser o cego que se afasta para ver o todo, que os tolos que só veem a parte que querem ver e como a esquerda e seus puxadinhos no Brasil, tentar impor sua visão destorcida e hipócrita, para fazer valer a sua máxima – só ela é Democrática ou defensora do Estado Democrático de Direito, mas, apenas a seu bel favor.


Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Somos o DUNA PRESS JORNAL. Uma Agência de Notícia On-Line, trabalhando com informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e pelo respeito ao leitor. DUNA Press Jornal – Jornalismo Ético, Sério e Informativo.

Clique aqui e torne-se um assinante de nosso jornal.


Clique na Imagem e compre na Amazon.com, em E-Book ou Impresso
Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments