Em um boletim publicado nessa segunda-feira, a Coordenadoria de Estatísticas Vitais (Cevital) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) concluiu que o número de homicídios em Campo Grande reduziu 50% nos últimos dez anos. 

Os dados são do sistema de informação sobre mortalidade (SIM) e foram divulgados pelo Boletim de Mortes Violentas registradas na Capital. Em 2010 foram 175 homicídios em Campo Grande, sendo que dez anos depois, em 2019, foram 88 registros do mesmo gênero. 

Os homens são as vítimas em 86% dos casos de homicídios, totalizando 76 óbitos no ano passado. Durante o mesmo período, 12 mulheres foram assassinadas, correspondendo a 14% dos registros desse crime. 

Outro dado revelado pelo estudo é que essa violência é mais recorrente entre jovens, com idades entre 20 e 39 anos de idade, sendo mais da metade dos homicídios registrados em todo ano de 2019.  

As armas de fogo são a ferramenta mais usada para a execução desse crime, seguidas por armas brancas – normalmente facadas – e a força física, como sessões de espancamento ou estrangulamento.  

O boletim 

As mortes violentas são a 4ª causa de óbitos em Campo Grande, sendo a primeira quando se trata da população entre 10 e 39 anos de idade.  

Além do homicídio, são consideradas como mortes violentas os acidentes de trânsito e suicídio, que também foram detalhadas pelo Cevital no boletim, que está disponível nesse link.

Fonte: Prefeitura de Campo Grande

Quando começamos o Press Periódico para tentar trazer a verdade para o resto do mundo, sabíamos que seria um grande desafio. Mas fomos recompensados pela incrível quantidade de suporte e feedback dos leitores que nos fizeram crescer e melhorar.
Faça parte da missão de espalhar a verdade! Ajude-nos a combater as tentativas de silenciar nossas vozes e torne-se um assinante.

Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments