Pesquisadores desenvolvem aparelho para descontaminar máscaras

Pesquisadores desenvolvem aparelho para descontaminar máscaras

Em um projeto que conta com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, pesquisadores do Instituto de Física da Universidade de Brasília desenvolveram um aparelho para descontaminar máscaras N95 que vem sendo usada por profissionais de saúde durante pandemia de Covid-19.

Nesta segunda-feira (29), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, foi conhecer o equipamento que emite radiação ultravioleta para higienizar e assim reaproveitar a máscara N95 de forma segura. O ministro explicou que a iniciativa poderá ajudar os hospitais e profissionais de saúde a salvarem vidas.

“Com relação aos profissionais de saúde que estão na frente de combate, tratado disso dia a dia, tratando com as pessoas, eles precisam de proteção. Não podemos perder esse exército. Esse cuidado com nossos profissionais que estão na ponta é importantíssimo que tenhamos”, afirmou Marcos Pontes.

“Tudo que foi desenvolvido certamente vai ajudar os hospitais, certamente vai ajudar esses profissionais de saúde a salvarem vidas. Precisamos salvar vidas no país e é para isso que estamos aqui”, completou o ministro.

A iniciativa teve apoio do MCTI e Rotary Club Distrito Federal, Goiás e Tocantins. O governo investiu R$ 50 mil no projeto.

O projeto

Na pesquisa, a radiação ultravioleta se mostrou mais viável devido à experiência e capacidade da indústria nacional, baixo custo, facilidade de operação e manutenção.

Seis protótipos com ciclo de descontaminação de uma hora já estão prontos, sendo cinco unidades de pequeno porte, com capacidade para 60 máscaras e uma unidade de maior capacidade para 150 máscaras, que será testada no Hospital Regional da Asa Norte em Brasília (DF). Também serão realizados testes em hospitais de Goiás e Tocantins.

O projeto também tem o apoio do Rotary Club do Distrito Federal, Goiás e Tocantins. O ministro Marcos Pontes informou que o ministério investiu R$ 50 mil e o Rotary R$ 80 mil.

Ciência no enfrentamento à Covid-19

Durante a visita para o conhecer o projeto da Universidade de Brasília, Marcos Pontes destacou a importância da ciência e tecnologia no enfrentamento a pandemia do novo coronavírus e também para a retomada da atividade econômica no momento posterior.

“A ciência é a única arma que temos para vencer o problema em si. É através da ciência que a gente consegue descobrir remédios, vacinas, que é a solução mais perene, testes de diagnósticos, todos esses equipamentos”, disse.

E acrescentou: “Temos que recuperar a economia, o dia a dia das pessoas e o melhor tipo de investimento que pode ser feito é através da ciência e tecnologia como é feito pelos países desenvolvidos há muito tempo e demonstrado que isso dá o retorno de investimento rápido e garantido”.

Fonte gov.br

Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor.

Somos o DUNA PRESS JORNAL.

Uma Agência de Notícia On-Line, trabalhando com informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e pelo respeito ao leitor. 

Clique aqui e torne-se um assinante de nosso jornal.

Print Friendly, PDF & Email