Governo Federal reforça prevenção e combate ao uso de drogas

Governo Federal reforça prevenção e combate ao uso de drogas

Um Acordo de Cooperação Técnica, entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e o Ministério da Cidadania (MC) para fortalecer as ações de prevenção ao uso de drogas, tratamento e reinserção social de dependentes químicos e seus familiares.

O plano de trabalho prevê o planejamento conjunto,a execução e o monitoramento das ações, com a disponibilização de recursos humanos, tecnológicos e materiais. As atividades terão custeio próprio.

Como forma de subsidiar as iniciativas, ambos os órgãos deverão providenciar o levantamento de dados estatísticos. As informações serão usadas na elaboração de relatórios, diagnósticos, estudos e pesquisas sobre o uso de drogas e seus impactos. O estudo também levará em conta os fatores e as circunstâncias que influenciam o consumo.

A agenda do projeto contará com palestras, seminários e diversos outros eventos que abordarão o problema das drogas dentro das áreas temáticas do MMFDH, como crianças, adolescentes, jovens, família, pessoas idosas, pessoas com deficiência e mulheres.

As oito secretarias nacionais que integram a estrutura da pasta atuarão na promoção de iniciativas de apoio e divulgação de todos os projetos, ações, eventos e campanhas desenvolvidas.

Ao falar sobre a ameaça que o uso de álcool e outras drogas representa, a ministra Damares Alves disse que o vício deve ser combatido de forma estruturada. “As drogas destroem famílias, acabam com vidas e são um atraso para o desenvolvimento de uma nação forte. Precisamos estar vigilantes e dar as mãos para combater esse problema, mas com dados concretos e ações efetivas”, ressaltou.

Para o secretário Quirino Cordeiro, a parceria é fundamental para o enfrentamento às drogas. “Esse acordo prevê ações para o fortalecimento das famílias, que é fundamental na prevenção ao uso de drogas, bem como ações de cuidado aos dependentes químicos, respeitando os direitos humanos. Essas ações terão enfoque especial para as mulheres, crianças e adolescentes e pessoas em situação de vulnerabilidade social”, afirmou.

O acordo terá duração de 18 meses a contar da data de publicação no Diário Oficial da União. Caso haja necessidade, o prazo pode ser prorrogado.

Fonte gov.br

Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor.

Somos o DUNA PRESS JORNAL.

Uma Agência de Notícia On-Line, trabalhando com informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e pelo respeito ao leitor. 

Clique aqui e torne-se um assinante de nosso jornal.

Divulgue sua Empresa, Serviços ou produtos clicando aqui.

Print Friendly, PDF & Email