Equipamentos recebidos pelo HU-UFSCar para diagnóstico rápido da Covid-19 e de outras doenças

Equipamentos recebidos pelo HU-UFSCar para diagnóstico rápido da Covid-19 e de outras doenças

Os testes pelo novo aparelho serão realizados nos pacientes graves que precisam de UTI, quando o diagnóstico rápido é ainda mais importante.

São Carlos (SP) – O Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos, vinculado à Rede Ebserh (HU-UFSCar/Ebserh), recebeu um novo equipamento de diagnóstico molecular. O aparelho permite o diagnóstico preciso e rápido de infecções, incluindo SARS-CoV-2 que causa a Covid-19, e algumas alterações genéticas relacionadas a tipos específicos de câncer. O HU-UFSCar é o único hospital que possui esse equipamento no município e na região que atende. O aparelho foi doado ao hospital por pessoa física, junto com 100 kits para teste do novo Coronavírus.

De acordo com a gerente de Atenção à Saúde do HU-UFSCar, Valéria Gabassa, a utilização do equipamento durante a pandemia irá possibilitar a separação dos pacientes regulados para os leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em casos confirmados e negativos de Covid-19. “O resultado do exame no equipamento sai em uma hora. Assim, é possível evitar que pacientes que deram entrada como suspeitos e tiverem resultado negativo para a doença compartilhem o mesmo espaço físico com aqueles que também deram entrada como suspeitos, mas tiveram resultado positivo para a Covid-19. Isso diminui a chance de contaminação e traz maior segurança para pacientes graves que precisam de leitos de UTI”, afirma Valéria.

O equipamento também será utilizado no caso dos óbitos do hospital, em que o exame com resultado rápido é muito importante. “O resultado negativo pode possibilitar que a família realize um velório para aquele ente querido. Desta forma, conseguimos garantir a humanização neste momento de luto”, complementa Valéria.

Os exames do tipo RT-PCR feitos a partir de coleta de amostra de secreção do nariz e garganta para detectar a Covid-19 continuam sendo realizados pelo Laboratório de Genética da UFSCar em pacientes com síndrome gripal ou síndrome respiratória aguda grave, que precisam de internação em leitos de enfermaria. Os testes pelo novo equipamento, que também são tipo RT-PCR, ficam reservados apenas para os pacientes graves que precisarem de leitos de UTI, quando o diagnóstico rápido é ainda mais importante.

Lucimar Avó, chefe do Setor de Apoio Diagnóstico Terapêutico do HU, adianta que, após a pandemia, o novo equipamento continuará sendo utilizado em diagnósticos rápidos. “Por conta das suas muitas funcionalidades, seu uso terá imenso valor no diagnóstico e acompanhamento de casos de tuberculose, inclusive apontando resistência medicamentosa, além da possibilidade de aplicação para detecção de outras infecções e alterações genéticas específicas de alguns tipos de câncer, como de bexiga e mama”, explica.

Especificamente nos casos de tuberculose, Bárbara Martins Lima, infectologista do HU-UFSCar, aponta que a pesquisa por RT-PCR apresenta melhor sensibilidade e que o uso do equipamento será essencial para iniciar o tratamento dos pacientes mais rapidamente. “Os exames atuais para tuberculose são feitos em outra cidade, o que dificulta a logística e atrasa o diagnóstico da doença e, consequentemente, seu tratamento”, afirma.

Atuação da Rede Ebserh

Além do apoio ao ensino, formação e capacitação das equipes assistenciais, a Rede Ebserh implementou o Comitê de Operações Especiais (COE) para definir estratégias e ações em nível nacional para o enfrentamento da pandemia. Desde os primeiros anúncios sobre a Covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhado em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, com participação nos COEs desses órgãos, e tendo como diretrizes o monitoramento da situação no país e em suas 40 unidades hospitalares.

Tem atuado na realização de treinamento de funcionários da Rede, promoção de webaulas, definição de fluxos e instituição de câmaras técnicas de discussões com especialistas. Promoveu processos seletivos emergenciais com a possibilidade de contratação de aproximadamente 6 mil profissionais temporários para o enfrentamento da pandemia

Também disponibilizou R$ 274 milhões para ações contra o coronavírus, recursos do Ministério da Educação (MEC) liberados pela Ebserh de acordo com a necessidade e urgência de cada unidade hospitalar. A verba está sendo utilizada em adequação da infraestrutura, aquisição e manutenção de equipamentos, compra de medicamentos e outros insumos, além de equipamentos de proteção individual.

Em algumas regiões, as unidades da Rede Ebserh têm atuado como hospitais de referência ao enfrentamento do Covid-19, enquanto que em outras, atuam como retaguarda em atendimentos assistenciais para a população, por meio do Sistema Único de Saúde. 

Fonte: gov.br / Imagem em destaque: Mec

Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Somos o DUNA PRESS JORNAL. Uma Agência de Notícia On-Line, trabalhando com informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e pelo respeito ao leitor. Torne-se um assinante de nosso jornal clicando no banner abaixo:

– U$ 1,00 mensal

– U$ 10,00 anual (com todos os benefícios nesta opção – Press, Magazine, artigos científicos diversos, entre outros acessos)

DUNA Press Jornal – Jornalismo Ético, Sério, Educativo e Informativo.

Print Friendly, PDF & Email