Esportes

Racing Point: Protesto da Renault é “mal concebido e mal informado”

A Racing Point diz que o protesto da Renault contra seus carros após o Grande Prêmio da Estíria é “mal concebido e mal informado” – e a equipe insiste que está confiante de que será “inocentada”.

Houve um drama no final de domingo na Áustria, quando a Renault apresentou um protesto formal com os oficiais de corrida da Estíria a respeito da legalidade do RP20 da Racing Point, que durante os testes foi apelidado de “Mercedes rosa”, tão semelhante era o carro com o vencedor do ano passado.

O protesto, que foi realizado depois que Sergio Perez e Lance Stroll terminaram em sexto e sétimo na corrida à frente de Daniel Ricciardo, em oitavo, dizia respeito a quatro artigos do Regulamento Esportivo, mais criticamente o Apêndice 6, que diz respeito às partes listadas.

O parágrafo 1, artigo 2 (a) diz: “Um competidor, em relação às Peças Listadas para serem usadas em seus carros na Fórmula 1, somente usará Peças Listadas que forem projetadas por ele”. O Artigo 2 (c) acrescenta: “No caso da Terceirização do projeto, esse terceiro não deve ser um concorrente ou parte que projeta direta ou indiretamente as Peças Listadas para qualquer concorrente”.

Alternar navegação>

Fórmula 1

Entrar / Registrar

Protesto da Renault ‘mal concebido e mal informado’ insiste no Racing Point

43 minutos atrás

1255757591

O Racing Point diz que o protesto da Renault contra seus carros após o Grande Prêmio da Estíria é “mal concebido e mal informado” – e a equipe insiste que está confiante de que será demitido.

Houve um drama no final de domingo na Áustria, quando a Renault apresentou um protesto formal com os oficiais de corrida da Estíria a respeito da legalidade do RP20 da Racing Point, que durante os testes foi apelidado de “Mercedes rosa”, tão semelhante à prata conquistadora do ano passado Carro de flechas.

LEIA MAIS: Renault lança protesto sobre a legalidade do Racing Point após o GP da Estíria

O protesto, que foi realizado depois que Sergio Perez e Lance Stroll terminaram em sexto e sétimo na corrida à frente de Daniel Ricciardo, em oitavo, dizia respeito a quatro artigos do Regulamento Esportivo, mais criticamente o Apêndice 6, que diz respeito às partes listadas.

O parágrafo 1, artigo 2 (a) diz: “Um competidor, em relação às Peças Listadas para serem usadas em seus carros na Fórmula 1, somente usará Peças Listadas que forem projetadas por ele.” O Artigo 2 (c) acrescenta: “No caso da Terceirização do projeto, esse terceiro não deve ser um concorrente ou parte que projeta direta ou indiretamente as Peças Listadas para qualquer concorrente.”

Isso significa que a Renault sugere que a Racing Point esteja usando um design que apresenta elementos que não foram projetados por eles mesmos, conforme os regulamentos.

Uma decisão dos comissários na noite de domingo considerou admissível o protesto da Renault, com uma análise sobre a legalidade do carro Racing Point parecendo focar nos dutos de freio dianteiro e traseiro do RP20. Os comissários apreenderam as peças dos carros de Stroll e Perez em preparação para a análise, com a Mercedes ordenada a fornecer as mesmas peças do W10 2019 para comparação.

Mas na segunda-feira de manhã, a Racing Point insistiu em que não houve nenhuma irregularidade e que eles não violaram os regulamentos de forma alguma.

Uma declaração da equipe disse: “A equipe BWT Racing Point F1 está extremamente desapontada ao ver seus resultados no Grande Prêmio da Estíria questionados pelo que considera um protesto mal concebido e mal informado”.

“Toda e qualquer sugestão de irregularidade é firmemente rejeitada e a equipe tomará todas as medidas necessárias para garantir a correta aplicação dos regulamentos aos fatos.

“Antes do início da temporada, a equipe cooperou totalmente com a FIA e abordou satisfatoriamente todas as perguntas sobre as origens do design do RP20″.

“A equipe está confiante de que o protesto será julgado assim que apresentar sua resposta”.

O assunto será resolvido assim que o Departamento Técnico da FIA conduzir sua investigação sobre o protesto.

Fonte: Fórmula 1

Quando começamos o Press Periódico para tentar trazer a verdade para o resto do mundo, sabíamos que seria um grande desafio. Mas fomos recompensados pela incrível quantidade de suporte e feedback dos leitores que nos fizeram crescer e melhorar.
Faça parte da missão de espalhar a verdade! Ajude-nos a combater as tentativas de silenciar nossas vozes e torne-se um assinante.

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo