Esportes

Hulkenberg “não esperava” P3 no grid

Nico Hulkenberg, teve um desempenho de destaque na qualificação para ficar em terceiro no grid do Grande Prêmio de 70 anos, atrás apenas das duas Mercedes do pole Valtteri Bottas e Lewis Hamilton. E tendo ficado em casa sem pilotar na F1 há apenas 10 dias, o piloto alemão admitiu que ficou chocado ao se classificar tão bem no grid.

Por não ter largado o Grande Prêmio da Inglaterra no domingo passado, antes que a equipe confirmasse que ele correria novamente no lugar de Sergio Perez neste fim de semana, Hulkenberg dificultou sua vida no Q2, correndo longe em Chapel em sua primeira volta rápida e tendo que abortá-la . Mas seu segundo esforço o levou até a Q3, enquanto sua última volta de qualificação foi boa o suficiente para o terceiro lugar no grid, à frente do Red Bull de Max Verstappen.

“Eu estava tentando tirar tudo do carro, os pneus, eu mesmo – o que também é um desafio neste fim de semana!” disse Hulkenberg. “E sim, muito feliz por estar aqui”.

“Quali ainda era complicado. No Q2, tornei a vida um pouco difícil para mim e estava com medo de danificar o carro. E então o Q3 foi de cabeça para baixo o que quer que eu tivesse. Um pouco surpreso para ser honesto por estar aqui, mas obviamente um grande sorriso no meu rosto”.

“Sempre tivemos um bom ritmo de uma volta neste fim de semana”, acrescentou. “Eu estava muito confiante de que poderíamos chegar ao top 10. Mas para ser terceiro, eu realmente não esperava isso e também não poderia pensar muito sobre isso para ser honesto. Então, é claro, uma surpresa, mas por hoje, uma boa surpresa”.

Apesar de sua qualificação impressionante, no entanto, Hulkenberg lamentou não ter começado o Grande Prêmio do fim de semana passado, dizendo que a falta de experiência em corridas iria “prejudicar” suas chances, já que ele buscava o pódio que até agora o iludiu em seus 177 Grandes Prêmios.

“Definitivamente vai doer amanhã, não ter a experiência da semana passada e não ter feito as coisas lá com a largada e tudo mais”, disse ele. “Porque ainda sou novo neste carro. Faremos o que pudermos, tentarei aprender rápido e manter o carro onde ele merece”.

“Para ser honesto, são circunstâncias muito difíceis e desafiadoras”, acrescentou Hulkenberg, quando questionado sobre se ele achava que poderia converter o P3 do grid no primeiro pódio, “mas eu sei que tenho um carro rápido abaixo de mim, então é só ter certeza tentar fazer tudo certo”.

“Obviamente, começando, volta 1, também vai ser novo para mim. Mas acho que vou tentar acertar com toda a experiência que tenho e depois correremos. Obviamente estou algumas corridas atrás dos outros caras, mas ainda me lembro como é. Vou tentar não pensar muito, apenas manter minha cabeça baixa e ter uma boa corrida”.

Tendo pilotado o Racing Point RP20 pela primeira vez na última sexta-feira, Hulkenberg também conseguiu se classificar três lugares acima, e mais de três décimos mais rápido, do que o atual companheiro de equipe Lance Stroll. Mas apesar de ter sido aberto sobre a busca por um retorno em tempo integral da F1 em 2021, Hulkenberg disse que estava mais focado na corrida de domingo do que se seu desempenho lhe rendeu o favor dos chefes de equipe da F1.

“É apenas sábado”, disse ele. “Há sempre o domingo que mais importa. É definitivamente um dos pequenos destaques agradáveis, mas não é hora de torcer ainda porque amanhã é o grande dia”.

Fonte: Fórmula 1

Quando começamos o Press Periódico para tentar trazer a verdade para o resto do mundo, sabíamos que seria um grande desafio. Mas fomos recompensados pela incrível quantidade de suporte e feedback dos leitores que nos fizeram crescer e melhorar.
Faça parte da missão de espalhar a verdade! Ajude-nos a combater as tentativas de silenciar nossas vozes e torne-se um assinante.

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo