RJ: Secretaria de Saúde inicia revisão do modelo de hospitais geridos por organizações sociais

RJ: Secretaria de Saúde inicia revisão do modelo de hospitais geridos por organizações sociais

Em entrevista nesta quinta-feira (06/08), o secretário estadual de Saúde, Alex Bousquet, informou que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) está começando a rever o modelo de gestão das unidades de saúde do estado por organizações sociais. O secretário disse achar que o modelo se esgotou e que nova forma de gestão precisa ser posta em prática no Estado do Rio. A atuação da Fundação Saúde (FS) será ampliada, para que ela possa administrar diretamente alguns dos principais hospitais da rede estadual, com atendimentos de alta complexidade.
– Precisamos ter como fazer uma comparação entre os modelos, comparar índices assistenciais e também econômicos e financeiros, para podermos definir a melhor proposta para o estado e a população do Rio de Janeiro – disse Bousquet.

Já está decidido que a FS vai inicialmente assumir a gestão completa do Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. A clínica médica e a UTI do hospital estão atualmente sob administração da organização social Instituto Lagos Rio. A FS, que já administra todos os demais setores da unidade, assumirá a gestão completa. A data da substituição ainda não foi anunciada. O contrato com a OS Lagos Rio vai até dezembro.

– Quando foi criado, o modelo de organização social parecia o ideal, mas hoje percebe-se que não é. O modelo, no mínimo, precisa de muitos reparos. Um já estamos fazendo: a mudança dos critérios de habilitação e qualificação das organizações sociais. Nós vamos torná-los mais rigorosos. Acho que o modelo se esgotou e precisa ser substituído, mas não podemos acabar com ele de um dia para o outro, pois seria um caos na saúde pública do Rio. Mas o modelo vai ser aperfeiçoado – afirmou o secretário.

Fonte: Governo do Rio de Janeiro

Quando começamos o Press Periódico para tentar trazer a verdade para o resto do mundo, sabíamos que seria um grande desafio. Mas fomos recompensados pela incrível quantidade de suporte e feedback dos leitores que nos fizeram crescer e melhorar.
Faça parte da missão de espalhar a verdade! Ajude-nos a combater as tentativas de silenciar nossas vozes e torne-se um assinante.

Print Friendly, PDF & Email