Opinião

Jornal Nacional – O Ocaso do Jornalismo

Hoje, estou entre a minha esposa internada para um procedimento no coração e minha casa, onde tenho de tomar seu lugar para suprir as necessidades da mesma. Além disso é Dia dos Pais, e eu passei entre meus filhos que moram comigo e minha filha e neta que pediram minha presença para me render homenagens pelo dia.

Não vejo a Rede Globo, não perco mais meu precioso tempo vendo essa emissora que a todo instante instiga o que de pior possa existir em relação a informação e jornalismo, visto ter sido barrada de sugar dinheiro público pelo atual governo. Além disso, como uma forma de me reciclar, eu tenho feito, todo fim de semana, um JEJUM de Internet, das dezoito horas do Sábado, até as oito horas de segunda feira.

Porém, por um acaso, entrei para ver uma situação em meu celular e vi várias citações contra o que tal jornal citado no título de meu artigo. Então busquei ver o que se tratava e cheguei a informações sobre o Jornal Nacional do dia 08/08/2020. Tentei entender o que ocorria e como não entendi direito o que apresentava tal edição do JN, busquei na internet sua edição de sábado dia 08/08/2020. Meu queixo caiu. Não dava para passar em branco.

O que vi no início do referido jornal foi uma aberração de Jornalismo, algo que beirava não a uma edição de um Jornalismo, mas, a visão deturpada, tendenciosa, extremamente direcionada e com MENTIRAS, pois, o direcionamento deste Jornal da dita maior emissora de televisão brasileira, criada em 1965, na rebarba do Governo Militar que ela insistentemente hoje chama de DITADURA, e se foi uma ditadura, ela nasceu por conta e por apoio dessa Ditadura, então surgiu como tal, uma meio de informação ditatorial, era de uma barbarismo sem par. Com informação deturpada e tendenciosa, mostrando a atual natureza de um jornal de respeito e premiado e hoje apenas mostrando-se um pasquim televisivo de tendências a denegrir o atual governo federal.

O Jornalismo Brasileiro que teve excelente programas como o saudoso “Reporte Esso”, com Gontijo Teodoro, Luís Jatobá e Heron Domingues, hoje, nos impõem um jornalismo tendencioso e direcionado. O Início do JN mostra mentiras, como se o Presidente da República nada fizesse com relação a pandemia, como se no início do ano, antes do Carnaval, o governo federal não tivesse se mostrado preocupado com tal evento devido a já suspeita da pandemia que assolaria o mundo… Ninguém deu atenção, pois o DINHEIRO gerado por tal evento era desejado pelos governos, principalmente do Rio de Janeiro e São Paulo, os dois estados com o maior número de afetados e mortos diante da doença e com governos pra lá de suspeitos de desvio de verbas oriundas do governo federal e total desequilíbrio em relação ao combate da funesta doença que assola nossa nação e o mundo.

Dizer, como foi dito no início deste abjeto jornal diário, que o Brasil está sem Ministro da Saúde, é outra mentira, pois, ele tem um ministro sim, mesmo sendo supostamente interino, o JN tenta diminuir a pessoa do General Eduardo Pazuello, como se ele não fosse capaz de gerir tal ministério. Porém lembremos que entre os ministros da saúde dos governos de oposição anteriores ao atual, tivemos Engenheiro Civil, Economista, Político, Advogado, mas, essa emissora não questionava, pois, alimentada pelos valores de propaganda oriundas dos governos esquerdistas, isso era subjetivo, o importante era não falar tanto mal do governo para não perder a “Boquinha” oriunda de tais verbas “cala-boca” governamentais.

No momento em que um governo chega pelo voto popular e faz frente a essa emissora, vemos, a partir daí, uma guerra, onde a tal poderosa emissora, usando de sua penetração nas casas brasileiras, tenta a todo instante perverter a verdade e mostrar um jornalismo tendencioso. Fala do STF e Congresso de Luto, mas que o governo não toma tal postura. Lembramos que cem mil mortos pela doença é realmente um número alarmante, grande e doloroso. Cada vida perdida é uma dor numa família, eu mesmo tive duas parentas mortas por essa doença que até hoje, para mim, é uma doença que atende aos anseios da Nova Ordem Mundial, e a visão mais realista desta observação, está na própria tão falada OMS, que desde o início dessa pandemia tem dado notícias truncadas e diferentes a cada momento, falando incialmente em Lockdown, depois em máscaras e hoje, já fala em UNIÃO, que a luta pela pandemia deve ser feita através de um Direcionamento Único, tendendo supostamente e subliminarmente a um GOVERNO ÚNICO MUNDIAL, tendência que vemos estar muito próxima da ideia bizarra e doentia onde, sabemos ter, tanto os países de ideologia Comunista quanto os globalistas, o desejo de que tal governo seja imposto ao mundo.

Culpar o governo federal das cem mil mortes é uma hipocrisia e anti jornalística, onde a ética do jornalismo, que nos leva como tal a INFORMAR AS NOTÍCIAS, tal jornalismo dessa até então Vênus Platinada e hoje enlameada pelo referido anti jornalismo tendencioso e politicamente incorreto, subverte a visão jornalística sendo ela a de atacar e tentar moldar a opinião pública, algo que é de longe uma tendência nefasta para o jornalismo, pois não é seu papel.

Não falo, com isso, que o Governo Federal deva ser defendido com afinco, mas, não devemos MENTIR por pura vingança, pelo barrar a sangria que tal emissora tinha nos governos anteriores e hoje não possuem mais. Não temos a obrigação de sustentar tal emissora e digo NÓS, pois, verba pública é oriunda de nossos impostos, dinheiro que não foi gerado para sustentar mentiras e jornalismo tendencioso, mas para ser usado em prol do povo e da nação.

Mentir, que os ministros anteriores do atual interino tenham sido “fantásticos”, é uma falácia tendenciosa dessa emissora através desse jornal diário e que perdeu sua credibilidade no momento em que se afasta da realidade e da visão jornalística de INFORMAR, mas passa a ser algo que DIRECIONE O INFLUENCIAR, nesta tendência vil e baixa, usa de sua prestigiosa história para denegrir um trabalho feito com afinco pelo atual governo, e lembremos, foi o STF que impôs ao governo a sua não direção sobre os trabalhos relativos a pandemia e ao controle da doença, foi o STF que impôs através de sua arbitraria posição altamente questionável, que tal controle seria feito pelos GOVERNOS ESTADUAIS E MUNICIPAIS, sendo assim destinado ao governo federal gerir e gerar verbas para sustentar tais ações, que inclusive são questionáveis, visto termos governadores indicados por unanimidade pelo Legislativo estadual para o processo de análise que possa levá-lo ao Impeachment, governos que compraram materiais de lugares suspeitos como Lojas de venda de vinhos, ou contratos firmados e pagos sem o produto ter sido entregue.

Chegamos a fatalidade de cem mil mortos, será que realmente todos por COVID ou pelas arbitrárias decisões de impor óbitos com tal doença para fazer números? Para gerar estatísticas e não realidades? Para poder tentar jogar no colo de quem menos culpa tem por essas mortes, lembrando que o Ex-Ministro “queridinho” do DEM, Mandetta, pregava a todo instante o TOTAL ISOLAMENTO SOCIAL, mas, ao sair do governo a primeira coisa que fez foi participar de uma festa de confraternização com direito a Beijos e Abraços, atos tão pregados como proibitivos pelo próprio ex-ministro, e que hoje tenta se manter como bom moço visando as eleições de 2022 como possível candidato a PRESIDÊNCIA, pelo seu partido, o mesmo que saiu do referido Bloco do Centrão por conta de estratégias espúrias da política brasileira onde o que menos importa são as pessoas, o povo brasileiro, mas apenas a ganância e sanha de poder que vemos estampada no rosto de seus líderes, como o abjeto presidente da Câmara.

Ainda em tal jornal diário, tentam colocar como bom moço outro ex ministro, esse quedado pela própria arrogância e despreparo político, achando que sua BIOGRAFIA seria algo que não o desabonaria, porém, o que vimos foi apenas o ocaso de um Juiz, que até 31/12/2018 era tido como herói nacional, mas, como, ao sabermos a verdade, essa nos libertaria da cegueira, hoje vemos como um ex-ministro não deve sair de um governo, cuspindo na cara do mesmo e tentando fazer jogadas políticas para tentar desacreditar um governo honesto, mostrando ao povo quem na verdade essa figura e sua CITADA BIOGRAFIA que deveria ser mantida intacta, foi suja pelo próprio, mostrando sua verdadeira face e o partido a quem ele acaba representando.

Hoje, rompi meu JEJUM de internet por acreditar que mostrar a indignação de um Jornalista que quer ver sempre a verdade ética, justa, coerente e verdadeira oriunda de um principio básico do Jornalismo – ser Isento -, o que acaba não me permitindo ser, pois tenho a obrigação moral e ética de mostrar como esse Jornal que tem um nome reconhecido mundialmente com ganho de prêmios internacionais, se rebaixou ao vil trabalho de difamação e não de informação, como deveria ser sua linha editorial, mas, ao representar esse papel sujo de “moleque de recados” da oposição ao atual governo, e não vou falar aqui de esquerdismo, pois, hoje, essa oposição política está muito além do esquerdismo, pois agrega Esquerda, Direita e Centro, todos os matizes de LADRÕES PÚBLICOS DO DINHEIRO PÚBLICO”, Ladrões estes que por anos e anos se chafurdaram na lama da corrupção e do roubo de verbas públicas que obstruíram e dificultaram obras necessárias ao bem estar social, obras de infraestrutura, como saneamento básico, água para o nordeste, construção de estradas de ferro e de rodagem, pavimentação e alargamento das mesmas, desenvolvimento de uma agro negócio que pode ser a grande sacada de nosso país para alavancar toda a economia, em suma, LADRÕES COM MANDATO, oriundos de um povo sofrido e enganado com falsas promessas e que tinha a máquina jornalística a seu lado, omitindo verdades nuas e cruas e enganando este mesmo povo com suas tendenciosas obras televisivas onde escondiam as agendas nefastas da Nova Ordem Mundial, onde a destruição da religião, da ética, da moral, dos bons costumes e da tradicional família conservadora brasileira, era levado para dentro dos lares em espetáculos onde a cada dia mais o Sexo livre era esfregado em nossas caras, onde a destruição da tradição era corroída por vis manifestações de espetáculos fanfarrões e longe de nossa tradicional cultura e que hoje está esfacelada e destruída quase por completo pelas ações vís de um veículo de comunicação que deveria trazer diversão, notícia isenta e cultura para os lares, mas, preferiu tender para o direcionamento das agendas globalistas e comunistas que subvertem nosso planeta em prol de um governo totalitário e único aos moldes do ADMIRAVEL MUNDO NOVO, ou quem sabe do Admirável Gado Novo que quase profeticamente Zé Ramalho canta em sua primeira estrofe “Vocês que fazem parte dessa massa / Que passa nos projetos do futuro / É duro tanto ter que caminhar / E dar muito mais do que receber”.

Fica aqui o meu repúdio em forma de artigo a este Jornalismo que eu assisti por décadas, como sendo um programa informativo, mas que hoje se torna apenas um fantoche abjeto e bufão de uma tendência nefasta de desinformar a nação e seu povo. Retratando a inverdade com a máxima muito usada pela “esquerda” -Acuse os adversários do que você faz e chame-os do que você é. Mas a mentira tem pernas curtas, e as urnas ainda mostrarão a verdade, pois, CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ.


Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Somos o DUNA PRESS JORNAL. Uma Agência de Notícia On-Line, trabalhando com informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e pelo respeito ao leitor. DUNA Press Jornal – Jornalismo Ético, Sério e Informativo.
Clique aqui e torne-se um assinante de nosso jornal.


Adquira, clicando aqui, pela Amazom.com – em E-book ou Impresso

Print Friendly, PDF & Email

Luiz Gustavo Chrispino

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo