As distrações do sistema e a matrix – Tudo vem sendo feito para lhe distrair

As distrações do sistema e a matrix – Tudo vem sendo feito para lhe distrair

O filme Matrix foi lançado em 1999 e, na época, poucas pessoas entenderam o que realmente quis dizer o filme e o quanto seria atual mesmo após mais de 20 anos. Graças as técnicas de cinema utilizadas, a visão e percepção de tudo que vivemos hoje ainda, o filme foi e é algo inovador, presente e com vários significados importante de sabermos.

No filme o personagem principal teria que escolher entre tomar a pílula vermelha ou a azul. Tomar a pílula vermelha é uma frase que já se tornou difundida no cotidiano de muitos, também graças ao filme, pois a película permanece tão popular quanto há duas décadas atrás.

O filme é relevante no sentido da inteligência artificial e robótica que temos hoje no planeta, sistemas avançados e muitas máquinas e equipamentos controlando várias coisas, produção, gerenciamento de dados e informações, etc. Por isso, o filme traz questões profundas sobre o que realmente significa ser um humano consciente de tudo o que nos cerca e chegam até nós, por televisão, internet, redes sociais, música, entre outras formas.

Uma das cenas mais marcantes e pouco entendida na época pela maioria, mas hoje já mais fácil de identificar, diante de tudo o que ocorre em nosso país e no mundo, é aquela em que Morpheus explica para Neo o que realmente é a Matrix. Neo, naquele momento havia recém sido desconectado da simulação de computador que garante que os humanos sejam pacificados para que os robôs possam alimentar sua energia e, está recebendo uma lição sobre o que real e o que é Matrix.

No entanto, ele se distrai facilmente por uma mulher de vestido vermelho, que se destaca na multidão, a mulher muito bonita e com um vestido em cor totalmente diversa das outras pessoas. Morpheus então pergunta para Neo se ele prestou atenção no que ele falava ou se estava olhando a mulher no vestido vermelho. Neo tenta se justificar, mas quando olha novamente para a mulher um agente está com uma arma apontada para sua cabeça. Um grande aviso e ensinamento para Neo sobre o que é a Matrix, ou seja, tudo para te distrair, tomar teu tempo, foco, recursos e percepções, consequentemente, tomando tua energia e viveríamos na distração a todo tempo, sem entender o que realmente é real e o que viemos fazer aqui.

Esta determinada cena é uma das mais simbólicas e carregada de significados do filme, porém, passou anos despercebidos por todos. Esta cena faz um paralelo com a Matrix da sociedade moderna de hoje. Porém, cabe entender um pouco mais a fundo tudo isto, pois Morpheus significa o mensageiro da mitologia grega que entrava nos sonhos dos mortais e compartilhava conhecimentos, mensagens ocultas e conselhos, ou seja, era um mensageiro da verdade. Já Neo, na mesma mitologia grega significa o novo, e quando Neo é introduzido no filme ele não sabe o que é a Matrix e ele ainda não entende muita coisa, pois está como a maioria da humanidade, adormecida. Portanto, ele representa os seres espirituais infantis, que estão distraídos ou ainda não alcançaram o discernimento necessário, procurando as coisas no material e no físico num mundo que tudo te tira a atenção e o foco.

Assim, Morpheus tem o papel de mensageiro da verdade, explicando a verdade a Neo sobre a Matrix, mas Neo ainda estava se distraindo até certo ponto do filme onde ele entende e começa a agir pelo caminho da verdade e correto. A mulher, portanto, representa as distrações do mundo que podem interromper a conexão para se ouvir a mensagem mais profunda da verdade, de nossa intuição, do Todo, de Deus, do Criador, enfim, a mensagem que vem do profundo de nós, fora deste sistema. O agente Smith e a arma representam os perigos que as distrações podem nos levar e ser consequências de vivermos no automático, na distração, etc., pois a maioria ainda está na ilusão superficial externa.

Conquanto, a Matrix é um sistema de controle ilusório, mantendo o domínio pela divisão, distração, conquista de atenção e foco das pessoas, separação por raças, política, riqueza entre outras divisões que “existem” hoje, que na verdade são pura ilusão.

Estamos vivendo na Matrix e a grande maioria nem mesmo percebeu. Tudo é para tirar o foco, nos distrair, tomar nosso tempo, tirar nossa energia.

Repete-se, a mulher de vestido vermelho do filme, que é uma metáfora, que distrai Neo, aparece nas nossas vidas de várias formas, na forma de álcool, drogas, televisão, pornografia, consumismo, divisões de raças, religiões, entre outras formas de divisões e guerras também, tudo para impedir que nos conectemos com a real verdade. Este é o significado que o filme tentou nos trazer e mesmo após mais de 20 anos precisamos disseminar isto para que o máximo de pessoas entenda e busque a VERDADE.

Basta ver ao nosso redor, em nossas vidas, em que a maioria da humanidade está constantemente sendo atacada pela educação, televisão, lavagens cerebrais pelo ensino, músicas, consumismo, etc., tudo coisas que alteram nosso foco daquilo que realmente é importante, mantendo-nos segregados uns dos outros, em competição constante, guerra constante em todos os campos acima citados, dentro de um certo contentamento de bens materiais, poder e dinheiro, o qual pode acabar assim que um novo equipamento e tecnologias cheguem ao mercado, tornando suas coisas obsoletas ou “menos evoluídas”.

Quanto mais expandirmos nossa consciência nisto veremos que a maioria das coisas são desnecessárias e não nos levarão para lugar nenhum, ao mesmo tempo que temos que rever o sistema educacional neste sentido, pois estamos estagnando as pessoas, deixando-as robóticas e decoradores de coisas, tirando toda a criatividade e meios intuitivos das crianças desde muito pequenos, sendo o homeschooling uma excelente forma para rever estes conceitos, em diversos panoramas e formas. As coisas necessárias ainda precisamos entender e descobrir por nossos próprios meios e intuição divina.

Contudo, há várias táticas que nos cercam para que fiquemos sempre presos à Matrix, tal como mero controle político das massas, como também em nossa religiosidade (nas religiões), sabotando nossa espiritualidade, união e tentativa de nos encontrarmos com o Todo/Deus, bem como as supramencionadas. Podemos começar a virada de tudo isto pela Educação, revendo nossa forma de ensinar, em que prezemos pela criatividade, particularidade de cada um, forma de ser de cada, não engessando todos ou colocando todos na mesma vala de raciocínio, pois somos únicos.

Veja a cena do filme no link que segue: https://www.youtube.com/watch?v=SF2iImTqaTs&feature=emb_title

Fonte da imagem: ovinihoje.com

Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Somos o DUNA PRESS JORNAL. Uma Agência de Notícia On-Line, trabalhando com informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e pelo respeito ao leitor. Torne-se um assinante de nosso jornal clicando no banner abaixo:

– U$ 1,00 mensal

– U$ 10,00 anual (com todos os benefícios nesta opção – Press, Magazine, artigos científicos diversos, entre outros acessos)

DUNA Press Jornal – Jornalismo Ético, Sério, Educativo e Informativo.

Print Friendly, PDF & Email