Rota Lund, em Minas Gerais, recebe investimento de R$ 940 mil

Rota Lund, em Minas Gerais, recebe investimento de R$ 940 mil

Parque do Sumidouro e outros dois monumentos naturais do estado vão receber recursos do governo federal.

Em visita ao Parque Estadual do Sumidouro, em Lagoa Santa, nessa segunda-feira (10/8), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, anunciou o investimento de R$ 940 mil em 124 placas de sinalização turística na Rota Lund, da qual o parque faz parte. Integram a rota outras duas unidades de conservação também administradas pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF): o Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato, em Sete Lagoas, e o Monumento Natural Estadual Peter Lund, em Cordisburgo. 

Durante o encontro, que marcou apoio do governo federal ao Programa de Concessão de Parques Estaduais (Parc), foi prorrogada a cessão da Gruta da Lapinha ao IEF por mais 30 anos. O principal atrativo do Sumidouro pertence à Prefeitura de Lagoa Santa e a cessão é um dos requisitos para o lançamento do edital de concessão das três unidades de conservação que compõem a Rota Lund. 

O edital, que será lançado em breve, prevê a concessão de serviços à iniciativa privada, como hospedagem, bilheteria, alimentação, entre outros, mantendo a conservação ambiental sob gestão do Estado, por meio do IEF.

O ministro afirmou que o projeto de concessões de parques nacionais, estaduais e municipais é pauta prioritária para a pasta. “Somos o país número 1 do mundo em recursos naturais, em parques, recursos hídricos e outros atributos. Precisamos fazer esse potencial se transformar em realidade por meio das concessões”, afirmou.

Vantagens

A vantagens do modelo do Parc também foram destacadas. “O Estado ganha porque deixa de ter de desprender recursos para manutenção. A iniciativa privada ganha porque vai exercer atividades dentro dos parques, obedecendo o plano de manejo de conservação, de preservação, mas investindo e tendo retorno desse investimento. Ganha a comunidade local porque são gerados empregos e renda, e ganham também os turistas que terão um destino turístico mais bem estruturado”, ressaltou o ministro.  

O secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Vieira, frisou que a concessão dá atratividade às belezas naturais de Minas. “Isso nos permite somar esforços em nível federal, estadual e municipal para que seja possível lançar o edital da Rota Lund”, disse.

Edital

A expectativa do diretor-geral do IEF, Antônio Malard, é lançar ainda neste mês o edital para a concessão das três unidades que compõem a Rota Lund. “Transferir a gestão da visitação para a entidade privada vai fazer uma série de melhorias para atrair o turismo. Dessa forma, geramos as condições para movimentar a economia e o IEF concentra seus esforços na gestão da conservação ambiental das unidades”, destacou Malard. 

Fonte: Agência Minas

Quando começamos o Press Periódico para tentar trazer a verdade para o resto do mundo, sabíamos que seria um grande desafio. Mas fomos recompensados pela incrível quantidade de suporte e feedback dos leitores que nos fizeram crescer e melhorar.
Faça parte da missão de espalhar a verdade! Ajude-nos a combater as tentativas de silenciar nossas vozes e torne-se um assinante.

Print Friendly, PDF & Email