Esportes

Ferrari x Racing Point: O dilema do acordo “secreto”

Depois do acordo “secreto” com FIA sobre motor, Ferrari quer “transparência” no caso da Racing Point

O acordo “secreto” entre Ferrari e Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para alteração dos motores em 2020 até hoje não foi bem esclarecido pelas equipes adversárias. Porém parece que a Ferrari é bem seletiva, e ao lado da Renault, protesta contra a Racing Point pedindo transparência.

Lembrando que a Racing Point foi punida com a perda de 15 pontos no campeonato de construtores e multada em R$ 2,5 milhões por irregularidades nos dutos de freios, copiados da Mercedes. E o Chefe da equipe Italiana cobrou sobre o assunto:

– A propriedade intelectual é um ativo muito importante de uma empresa. Se alguém de alguma forma copiasse um carro quase idêntico do ano anterior de um concorrente, penso que o conjunto de regulamentos deveria proteger de alguma forma o próprio concorrente. Por isso, penso que no momento é importante simplesmente seguir em frente e entender. Clareza, transparência para a justiça da competição e para a Fórmula 1 para o futuro são importantes – disse Binotto.

Com isso, a Ferrari tem se colocado em uma posição complicada, pois se novas regras forem aplicadas para outras equipes em relação aos acordos feitos, ela seria a primeira a dar explicações sobre supostamente ter andado irregular durante um bom tempo.

É possível perceber a dificuldade que a FIA tem em conseguir dar uma resposta clara sobre o que vem acontecendo aos amantes de Formula 1, inclusive sobre a fiscalização e cumprimento das regras.

Fonte: Formula 1

Imagem em destaque: Duna Press

Print Friendly, PDF & Email

Camila Honorato

Colunista associada para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo