Esportes

Vitória e Náutico empatam sem gols pela quarta rodada da Série B

No Barradão, times não saem do zero e somam um ponto na tabela de classificação.

Pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Vitória e Náutico se enfrentaram nesta quarta-feira (19), no Barradão, e empataram em 0 a 0.

Com o resultado, o Leão ocupa o sétimo lugar na tabela de classificação da Série B, com seis pontos. O Timbu, com quatro, aparece na 16ª posição.

O jogo

O primeiro tempo no Barradão foi de poucas chances para os dois lados e não teve bola na rede. Mandante, o Vitória teve as melhores oportunidades com Marcelinho e Léo Ceará. O primeiro foi parado em boa defesa de Jefferson, enquanto o segundo estava impedido no lance. Já o visitante Náutico deu um certo trabalho ao time baiano com Erick, que tirou tinta da trave, e com Jean Carlos e Rafael Ribeiro, em cobrança de falta.

Na volta do intervalo, o Leão teve mais posse de bola e teve boa chance logo aos dois minutos, quando Marcelinho tirou tinta da meta de Jefferson. Mateusinho também finalizou e viu a bola passar muito próxima ao gol. Pelo lado do Timbu, a melhor oportunidade foi com Jean Carlos, que cobrou falta direto para o gol, mas viu a bola quicar na frente de Ronaldo e sair pela linha de fundo. E, nos acréscimos, o Vitória deixou passar a chance com Caicedo, que pegou a sobra, mas finalizou sem direção, mantendo o placar inalterado.

Foto: Walmir Cirne/AGIF
Fonte: CBF

Quando começamos o Press Periódico para tentar trazer a verdade para o resto do mundo, sabíamos que seria um grande desafio. Mas fomos recompensados pela incrível quantidade de suporte e feedback dos leitores que nos fizeram crescer e melhorar.
Faça parte da missão de espalhar a verdade! Ajude-nos a combater as tentativas de silenciar nossas vozes e torne-se um assinante.

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo