News

Governo Bolsonaro entrega sistemas de dessalinização para áreas rurais no Rio Grande do Norte

Em Ipanguaçu (RN), Presidente Jair Bolsonaro também participa da perfuração de poço que leva água aos moradores da região. Visita do Presidente Jair Bolsonaro marcou a perfuração de um dos 138 poços que levarão água aos moradores da região de Ipanguaçu (RN).

Cinco poços, no município de Ipanguaçu, no Rio Grande do Norte, vão garantir a oferta de água a centenas de famílias, para a agricultura e também para a criação de animais em comunidades rurais. A perfuração de um deles, na Comunidade Angélica, ocorreu nesta sexta-feira (21), com a visita do Presidente Jair Bolsonaro, ministros e demais autoridades.

Os poços de Ipanguaçu fazem parte de um total de 138 unidades contratadas para o Rio Grande do Norte, entre 2019 e 2020, com um investimento de R$ 5,3 milhões. O recurso vem de emendas da bancada do estado no Congresso Nacional. A iniciativa é executada pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Regional.

Com os poços e o encanamento nas casas, os moradores das áreas rurais vão deixar de depender da água de carros pipas para encher as cisternas. Uma das beneficiárias é a moradora da Comunidade Angélica, Joana D’Arc, que falou sobre a realidade no local. “Era na pipa, a gente fazia o cadastro, eles vinham, de 15 em 15 dias, de 8 em 8 dias, botar a água”, relatou.

Agora, ela disse que o poço vai facilitar a vida da comunidade. “Estávamos com dificuldade de água, mas vai acabar o sufoco. Por diante, vai acabar o sufoco que a gente estava sofrendo muito por água”, afirmou. E ajudar na criação de animais, que também é uma fonte de renda para os moradores. “Tinha bicho para dar água e a gente não tinha como dar. A água da cisterna a gente deixava de usar a maioria para dar para eles tomar. Ligava a bomba, de dois em dois dias, botava no roçado para eles não morrer. Ali era um futuro, quando precisasse de uma coisa a gente vendia”, disse ela.

O agricultor Francisco de Castro também é morador da Comunidade Angélica, onde planta milho, feijão e mandioca e cria animais. Ele diz que perfuração do poço vai transformar a vida do local. “Vão instalar encanamento nas casas e fica melhor para mim. Os bichos estavam sofrendo com sede. Só quando o carro pipa vinha e abastecia o tanque, o bicho bebia. Estamos agradecendo a Deus por ter chegado esse poço para ter água”, afirmou o agricultor.

Dessalinizadores

Na cerimônia em Ipanguaçu foi anunciada a entrega de 23 sistemas dessalinizadores para o Rio Grande do Norte, beneficiando mais de 5,3 mil pessoas com água de qualidade em áreas rurais. Os equipamentos fazem parte do Programa Água Doce e são para 15 municípios: Pureza, Pendências, João Câmara, Macau, Pedro Avelino, Parazinho, São Miguel do Gostoso, Governador Dix Sept Rosado, Janduís, Apodi, Guamaré, São Tomé, São Pedro, Serra do Mel e Ielmo Marinho.

O Rio Grande do Norte tem 87 infraestruturas do programa instaladas. Estão previstas outras 76. Desde 2019, 221 unidades foram repassadas a comunidades rurais no Nordeste.

O Programa Água Doce é uma política permanente de acesso à água de qualidade para consumo humano, prioritariamente no semiárido. É coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional em parceria com governos e sociedade civil.

Produção de Camarões

Outra medida anunciada foi a ampliação de R$ 18 milhões para R$ 500 milhões, para os próximos 12 meses, da linha de crédito que atende o setor de carcinicultura no Nordeste, a FNE-Aquipesca. A carcinicultura é uma técnica de criação de camarões em viveiros.

Os recursos são administrados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e repassados pelo Banco do Nordeste. As condições da linha de crédito são mais atrativas para os produtores e tem como objetivo incentivar a expansão das atividades.

Durante a cerimônia, foi assinado um acordo de cooperação técnica entre o ministério, o Banco do Nordeste e a Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC) para viabilizar a iniciativa.

O Rio Grande do Norte concentra 43,2% da produção total de camarão no país, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse volume dá ao estado o título de maior produtor de camarão do Brasil.

Fonte Gov.br

Print Friendly, PDF & Email

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo