Esportes

Ferrari identificou problema que causou abandono de Leclerc na Espanha

Depois que Charles Leclerc abandonou o Grande Prêmio da Espanha de 2020 com um problema no motor, o chefe da unidade de potência da Ferrari, Enrico Gualtieri, revelou que eles “identificaram o problema” antes do Grande Prêmio da Bélgica – onde Leclerc conquistou sua primeira vitória na F1 na temporada passada. No entanto, Leclerc não tem certeza de uma vitória repetida desta vez.

O Grande Prêmio da Espanha de Leclerc chegou ao fim quando ele teve um problema elétrico, soltou os cintos de segurança, voltou para os boxes e foi forçado a se retirar na volta 38 . Aproximando-se da rodada belga em Spa-Francorchamps, o chefe da unidade de energia da Ferrari detalhou os resultados da investigação da equipe.

“Em Barcelona, pagamos um preço alto por falta de confiabilidade e, na verdade, agora identificamos o problema com a unidade de controle eletrônico que causou o abanabandono de Charles”, disse Gualtieri.

“Também sofremos por não maximizar o nosso desempenho na qualificação, o que nos colocou numa situação difícil na corrida”, acrescentou, quando Leclerc e Sebastian Vettel largaram em nono e 11, respectivamente, na Espanha.

“Cientes das dificuldades atuais, temos que focar no nosso trabalho de preparação para o fim de semana. O principal objetivo é garantir que os pilotos possam tirar o máximo proveito do SF1000. Devemos otimizar o pacote carro-PU, trabalhar bem na garagem, definir a melhor estratégia e ser eficientes quando se trata de reagir às mudanças nas condições”.

A primeira vitória de Leclerc, no Grande Prêmio da Bélgica de 2019, fez dele o mais jovem vencedor de um Grande Prêmio da Ferrari e o terceiro mais jovem vencedor de um Grande Prêmio de todos os tempos – mas ele não está tão otimista com uma repetição em 2020, mesmo com a previsão de chuva. Até agora, ele subiu ao pódio na Áustria e em Silverstone é está no quarto lugar no campeonato.

“Em termos de expectativas, será mais difícil para nós em termos de desempenho desta vez, pois não temos o mesmo nível de competitividade que tínhamos em 2019”, disse Leclerc. “No entanto, vimos que tudo pode acontecer nesta pista, especialmente com o tempo imprevisível”.

“Como equipe, teremos que trabalhar muito para fazer tudo o que pudermos para tirar o máximo proveito do carro na sexta-feira. Nos treinos livres, devemos reunir todas as informações necessárias para escolher a melhor estratégia para a qualificação e principalmente para a corrida”.

1171537485
Charles Leclerc obteve sua primeira vitória na F1 no Grande Prêmio da Bélgica de 2019 e repetiu o feito em Monza na frente dos Tifosis

Ofuscando sua vitória no ano passado foi a morte de seu amigo de infância e piloto de F2 Anthoine Hubert em Spa-Francorchamps, e Leclerc acrescentou que seria difícil retornar ao circuito.

Ele disse: “O circuito Spa-Francorchamps tem um lugar especial no meu coração. Embora tenha sido aqui que ganhei minha primeira vitória, foi também onde perdemos nosso amigo Anthoine no ano passado. Vai ser difícil voltar a esta pista e ele estará nos nossos pensamentos durante todo o fim-de-semana”.

Fonte: Fórmula 1

Assine Prêmio:
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

https://dunapress.org/produto/assinatura-leitor-premio/?aff=wesleylima

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo