fbpx
Esportes

Duplas se preparam para a abertura do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia

Compartilhar

No feminino, a principal novidade é a estreia do time formado pela campeã do Circuito Mundial Taiana e a bicampeã olímpica no vôlei de quadra Paula Pequeno.

Na abertura da temporada 2020/2021 do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia, novos times vão fazer a estreia e buscar suas primeiras vitórias. A competição será realizada no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), a partir do dia 17 de setembro – primeiro com o naipe feminino –, seguindo todo protocolo de segurança e prevenção contra a Covid-19.

Entre as novas formações no torneio feminino, a principal estreia é na dupla formada pela campeã do Circuito Mundial e vice-campeã da Copa do Mundo Taiana e a bicampeã olímpica no vôlei de quadra, Paula Pequeno, que desde a temporada passada fez a mudança para as areias. A MVP dos Jogos Olímpicos de 2008 também estará em nova posição na quadra, atuando agora como bloqueadora permanente.

O time foi formado há cerca de um mês, quando Paula e sua então parceira Mari resolveram procurar atletas mais experientes do vôlei de praia, acelerando a evolução na nova modalidade. Taiana elogiou a dedicação da companheira de dupla, mas sabe que o crescimento virá com tempo e muito treinamento.

“Estamos evoluindo nossa parceria, claro que a Paula ainda está se adaptando, pois vinha treinando na defesa e agora será bloqueadora, mas a evolução dela é visível no dia a dia. Mas sabemos que temos um caminho para percorrer, sem pressa. Vamos ter nesta etapa um parâmetro para saber como treinar para os próximos torneios, o que temos que trabalhar e melhorar. Estamos muito felizes por voltar a competir, em ver nossa modalidade retornando com as precauções necessárias para a segurança de todos”, disse Taiana.

Além de Taiana/Paula Pequeno, outras duplas farão a estreia na etapa em Saquarema (RJ). São os casos de Ângela/Hegê (DF/CE), Solange/Verena (DF/CE), Izabel/Teresa (PA/DF), Ingridh/Carolina Ferraris (PR/RJ), Juliana Simões/Maria Clara Richa (PR/RJ) e Fernanda/Débora Lisa (BA/SP). Ao lado da experiente Izabel, Teresa comentou a expectativa para mais uma temporada do Circuito Brasileiro e celebrou as medidas para prevenção.

“Estou na segunda semana de treinamento com ela aqui em João Pessoa (PB), está sendo ótimo para melhorarmos o entrosamento e fazendo alguns ajustes. Izabel é muito experiente, tem muita estratégia e visão de jogo, tenho certeza de que ela vai conseguir passar isso para mim e vai ser ótimo para meu crescimento. Espero que nós tenhamos bons resultados, estou com muita energia. Estamos felizes de que a CBV tenha conseguido realizar o evento com as medidas de segurança, sem público, para que possamos voltar a jogar”, disse Teresa.

Alison e Álvaro Filho

A dupla Alison e Álvaro Filho, classificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio, também retornou às atividades na Praia da Costa, em Vila Velha (ES). Depois de quase cinco meses em isolamento social, eles voltaram à areia sob o comando do técnico Leandro Andreão. O trabalho foca a disputa da primeira etapa do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia, entre os dias 24 e 27 de setembro, também no Centro de Desenvolvimento de Vôlei, em Saquarema.

Alison (segurando a bola) e Álvaro Filho. Foto: Renan Moyses

“Voltei com gás renovado por ser um novo ano olímpico. Estava sentido muita falta dos treinos, da rotina, da adrenalina. Temos uma equipe muito qualificada, que está aumentando a intensidade aos poucos”, diz
Alison, campeão olímpico. 

No auge da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os dois atletas chegaram a testar positivo. Recuperados, o objetivo dos jogadores é seguir o planejamento feito pela comissão técnica. “Voltei com gás renovado por ser um novo ano olímpico. Estava sentido muita falta dos treinos, da rotina, da adrenalina. Saudade de sofrer”, brincou Alison.

“Temos uma equipe muito qualificada, que está aumentando a intensidade aos poucos. Com calma, vamos puxando o ritmo. Sabemos que tudo mudou nesses seis meses, o mundo, o esporte mudou e estamos adaptando isso ao nosso dia a dia. E vai ser assim até que haja uma vacina. Mas estou feliz por ver como voltamos, muito focados, treinos muito bons, tem tudo para ser uma grande temporada”, completou o capixaba, ouro nos Jogos do Rio 2016 e prata em Londres 2012.

Álvaro, que vive a expectativa pelo nascimento do primeiro filho nas próximas semanas, ressaltou a importância do retorno gradativo como prevenção às lesões. “Temos essa preocupação até para prevenir possíveis lesões. Está sendo tudo bem pensado, bem-feito, porque nunca ficamos tanto tempo sem jogar”, afirmou.

Alison e Álvaro Filho garantiram a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio como a dupla número 1 do Brasil no ranking do Circuito Mundial 2019, sendo a terceira mais bem colocada no final da temporada internacional no ano passado.

Protocolo de prevenção

Todos os atletas farão um teste inicial para COVID-19 antes do Circuito Brasileiro Open. O resultado será enviado à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e, só diante disso, será confirmada sua inscrição. O atleta que testar positivo não irá competir. Um dia antes da competição, os atletas chegarão a Saquarema, responderão a um questionário, aferirão a temperatura, oximetria e farão novo teste de Covid-19.

Em caso de mais um resultado negativo, o atleta entra na disputa. A partir do momento em que entra no CDV, só sai após a eliminação ou no último dia para retorno. O protocolo será exatamente o mesmo com todos os envolvidos: comissões técnicas, arbitragem, fornecedores, colaboradores do CDV, além de todo o staff da CBV.

A segunda etapa da temporada também será realizada em Saquarema, em outubro, entre os dias 15 a 18 (feminino) e 22 a 25 (masculino). As outras três etapas da temporada 20/21 ainda terão locais definidos, mas já possuem datas. A terceira parada será de 5 a 8 de novembro (feminino) e 12 a 15 de novembro (masculino). O quarto torneio será de 2 a 6 de dezembro e o quinto de 16 a 20 de dezembro, com possibilidade de realização dos dois naipes.

Fonte: Rede do Esporte

 

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »