News

SP: Trabalho da Sabesp na despoluição do Córrego Ipiranga beneficia moradores da região

Compartilhar

Companhia já investiu R$ 95 milhões em obras e mantém as ações que abrangem mais de 270 mil habitantes da capital.

O trabalho da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) na despoluição do Córrego Ipiranga já encaminha para tratamento cerca de 614 litros de esgoto por segundo, promovendo a melhora na qualidade desse curso d’água, um dos símbolos históricos do 7 de setembro.

Com o compromisso de entregar o córrego limpo à cidade de São Paulo em 2022, ano do bicentenário da Independência do Brasil e quando o Museu do Ipiranga será reaberto, a Sabesp já investiu R$ 95 milhões nas obras de despoluição e mantém as ações que vão beneficiar aproximadamente 271 mil habitantes, o equivalente à população de Barueri ou Embu das Artes.

Somente o envio para tratamento de 614 litros de esgoto por segundo atende 260 mil moradores dos bairros Ipiranga, Saúde, Jardim da Glória, Vila Mariana, Vila Monumento, Saúde, Jardim da Saúde, Água Funda, Vila das Mercês, Cidade Vargas, Vila Guarani, Vila Monte Alegre, Chácara Inglesa e proximidades.

O trabalho de despoluição executou 14 km de tubulações subterrâneas (Coletor-Tronco Ipiranga e coletores secundários), além da construção de redes coletoras, ligações e regularização de ligações de esgoto. Parte do trabalho ocorreu na comunidade Fazendinha, às margens da Rodovia dos Imigrantes.

Investimento

A Sabesp agora investe na complementação de interligações, com aproximadamente 760 metros de extensão, finalizada em julho de 2020, e na execução do Coletor-Tronco Soares Avelar, de 900 metros de extensão, previsto para encerrar em dezembro de 2020. A Companhia também prepara a licitação para construção do coletor-tronco que vai receber e encaminhar para tratamento do esgoto que chega ao Córrego Cacareco, um afluente do Ipiranga.

O trabalho de expansão da infraestrutura para coleta e tratamento de esgotos na bacia do Córrego Ipiranga faz parte do Projeto Tietê, desenvolvido pela Sabesp desde 1992 e responsável pela redução da mancha de poluição do principal rio do Estado. Com 12,5 km de extensão e uma bacia de 23,9 km², o Córrego Ipiranga deságua no Rio Tamanduateí, que por sua vez se encontra com o Tietê.

Museu do Ipiranga

A Sabesp também participa da restauração do Museu do Ipiranga. A Companhia patrocina o projeto de restauração do principal museu do Estado de São Paulo, no valor de R$ 12 milhões, via Lei Rouanet. O trabalho será concluído até 2022, para a comemoração do bicentenário da Independência.

Fonte: Governo de São Paulo

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »