Perez diz que Racing Point começa a “esconder coisas” dele antes da saída da equipe

Perez diz que Racing Point começa a “esconder coisas” dele antes da saída da equipe

Sergio Perez descobriu antes do Grande Prêmio da Toscana que não ficaria na Racing Point além de 2020, com Sebastian Vettel vindo a bordo para fazer parceria com Lance Stroll enquanto a equipe se torna o elenco da Aston Martin no próximo ano. E o piloto mexicano disse que já começou a sentir uma mudança no clima da equipe que ingressou em 2014.

Perez estava falando antes do Grande Prêmio da Rússia – uma corrida onde ele será mais uma vez forçado a perder uma atualização para o Racing Point RP20, após uma queda de Lance Stroll ter limitado o fornecimento de peças da equipe – quando foi questionado se ele sentiu que a relação entre ele e Racing Point agora mudaria para o resto da temporada.

“Acho que não”, respondeu ele. “Acho que todos, estamos nos concentrando nas corridas que temos pela frente”.

“Obviamente, desde que a notícia saiu, algumas pessoas dentro da equipe tendem a esconder as coisas, o que eu não acho muito bom. Acho que, no momento, só temos que ser o mais transparentes possível, para garantir que atingiremos nossos objetivos e marcarmos o máximo de pontos possível”.

1209237155
Perez disse que notou uma mudança em alguns membros da equipe desde o anúncio de que ele iria embora no final de 2020

“Será muito importante entregarmos cada ponto. É muito importante para o campeonato de construtores. Ainda podemos ter a melhor temporada da nossa história, sabe, se conseguirmos terminar em terceiro, e todos ficaremos muito desapontados se não conseguirmos esse terceiro lugar no campeonato de construtores”.

Perez também descartou uma pergunta pedindo a ele para confirmar ou negar uma história de que ele ficou sabendo que a equipe optou por contratar Vettel ao ouvir o proprietário da equipe Lawrence Stroll falando através da parede de um quarto de hotel, dizendo: “Estou muito desapontado de ser honesto que essas coisas saíram da equipe:.

“Acho que essas coisas têm que ficar entre a equipe e eu e não vou dar nenhuma informação, porque acho que é algo que tem que ser mantido internamente”.

Grande Prêmio de F1 da Toscana
Perez ainda busca o terceiro lugar no campeonato de construtores, atualmente detido pela McLaren

No entanto, mesmo que a relação entre Racing Point e Perez mude, o mexicano insistiu que não se ressentiu com a chegada de Sebastian Vettel – embora tenha admitido que foi ruim deixar a equipe em um ponto tão promissor de sua história.

“Sim, eu odeio Sebastian”, Perez brincou quando questionado se ele guardava rancor do tetracampeão. “Não, eu não tenho nada contra Seb. Ele é um grande cara, ótimo piloto e acho que ele está vindo para uma equipe fantástica. Uma equipe que gostaria de ter continuado, porque sei que está bem, principalmente para o ano que vem”.

“Acho que obviamente, quando você não consegue o resultado que deseja, você vai ficar desapontado, mas estou há muito tempo neste negócio, entendo as decisões por trás dele. Portanto, sem ressentimentos e não acho que haja nada que eu leve para o lado pessoal, e vou seguir em frente. Aconteça o que acontecer, estou feliz com isso”.

Fonte: Fórmula 1

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email