Empates marcaram os jogos das 18:15 pelo Brasileirão

Empates marcaram os jogos das 18:15 pelo Brasileirão

Na Arena Castelão, equipes fazem jogo com boas chances e empatam em 2 a 2.

Kely Pereira/AGIF

O jogo

Na Arena Castelão, o Goiás saiu na frente logo no primeiro minuto de bola rolando. Vinícius cruzou, Breno cabeceou e viu Fernando Prass fazer boa defesa. Mas, no rebote, Rafael Moura não desperdiçou e marcou para a equipe visitante. Atrás no marcador, o Ceará passou a pressionar e criar boas chances. Aos sete, após falta cobrada por Vina, Rafael Sobis quase desviou para o gol. Depois, o atacante recebeu passe de Fernando Sobral e finalizou com perigo dentro da área, mas por cima do gol. A blitz alvinegra permaneceu até o final da primeira etapa, com Tadeu fazendo grandes defesas nos chutes de Felipe Baxola, Fernando Sobral e Vina.

O Vozão manteve o ritmo ofensivo na volta do intervalo e chegou ao empate aos sete minutos. Após ganhar na corrida com Caju, Charles aproveitou a indecisão entre o lateral e Tadeu, e chutou meio sem ângulo para deixar tudo igual em Fortaleza. Aos 23, Vina finalizou da meia-lua e viu a bola passar rente a trave do time goiano. Mas, quatro minutos depois, o meia acertou a pontaria. Após boa assistência de Bruno Pacheco, o camisa 29 ficou na cara do gol e tocou na saída de Tadeu para virar para o Vozão. Os minutos finais seguiram movimentados, com boas chances para os dois lados, até que o Esmeraldino empatou. Aos 45, Edílson cobrou falta de longe para a área, e David Duarte subiu mais alto para fechar o placar, de cabeça: 2 a 2.

No Olímpico Pedro Ludovico, equipe carioca saiu na frente com Victor Luis, e o Dragão empatou com Hyuri: 1 a 1.

O jogo

Jogando fora de casa, o Botafogo tomou a iniciativa diante do Atlético-GO nos primeiros minutos de bola rolando no Estádio Olímpico Pedro Ludovico. A primeira chegada foi em chute de fora da área de Bruno Nazário, parado em defesa de Jean. Enquanto o Alvinegro apostava nos contra-ataques, o Dragão tentava buscar espaços e conseguiu equilibrar as ações na metade da etapa inicial. O time da casa levou perigo quando Janderson avançou pela direita e cruzou para a área, mas Hyuri não chegou a tempo para completar para o gol. Depois, Matheuzinho também teve boa chance, mas finalizou para fora. O Botafogo, também encontrando algumas oportunidades acabou saindo na frente em cobrança de pênalti. Aos 44 minutos, Victor Luis mandou uma bomba no meio do gol para fazer 1 a 0.

Na volta do intervalo, o Atlético-GO chegou ao empate logo aos quatro minutos. Após pressão na saída de bola, Janderson ficou com a bola, avançou pela direita e cruzou rasteiro para Hyuri, que deu um carrinho para mandar para o gol: 1 a 1. Com o empate, os times seguiram buscando o gol e criando algumas chances. O Alvinegro foi parado duas vezes em Jean. Uma no chute de primeira de Kevin, e outra quando Luiz Otávio estava de frente para o gol e viu o goleiro se antecipar e fazer a defesa rapidamente. O Dragão também deu trabalho a Diego Cavalieri, que evitou a virada quando segurou o chute forte de fora da área de Janderson. O ritmo diminuiu um pouco até o apito final, e o placar não foi mais alterado em Goiânia.

Foto: Héber Gomes/AGIF
Fonte: CBF

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email