A 300 dias de Tóquio, judô brasileiro volta a competir e fatura 16 medalhas em Coimbra

A 300 dias de Tóquio, judô brasileiro volta a competir e fatura 16 medalhas em Coimbra

Depois de 72 dias treinando em Portugal, seleção finalizou Missão Europa com oito ouros, cinco pratas e três bronzes.

O sábado, 26.09, marcava a contagem regressiva de 300 dias para os Jogos Olímpicos de Tóquio e o judô brasileiro celebrou a data da melhor maneira possível: competindo e conquistando medalhas. Depois de 72 dias treinando em Portugal, os judocas brasileiros tiveram um último compromisso antes de voltar para casa e faturaram 16 medalhas na Taça Internacional Kiyoshi Kobayashi, em Coimbra.

Foram oito ouros, cinco pratas e três bronzes para a equipe brasileira, que finalizou o torneio no primeiro lugar geral. Judocas de Portugal, Espanha e Guiné Bissau também participaram do torneio, que não valeu pontos para o Circuito Mundial da Federação Internacional de Judô, mas serviu de preparação para o retorno das competições oficiais FIJ previsto para o fim de outubro.

“Deu para matar a saudade, para lembrar como se fazem os golpes numa competição e uma boa notícia: a gente ainda sabe competir e luta bem”, brincou o experiente Felipe Kitadai, que ficou com a prata numa final brasileira com o novato Renan Torres no peso ligeiro (60kg).

Ainda nas chaves masculinas, João Pedro Macedo (81kg), Marcelo Gomes (90kg), Rafael Buzacarini (100kg) e Rafael Silva “Baby” (+100kg) foram campeões; Willian Lima (60kg), David Lima (73kg) e Guilherme Schimidt (90kg) ficaram com a prata e Eduardo Katsuhiro (81kg) levou o bronze.

No feminino, destaque para os ouros de Jéssica Pereira (57kg), Ketleyn Quadros (63kg) e Maria Portela (70kg). Jéssica bateu a portuguesa Telma Monteiro, medalhista de bronze na Rio 2016, com um estrangulamento na final, enquanto Ketleyn superou a espanhola Cristina Cabana Perez e Portela bateu a também espanhola Maria Bernabéu.

Ellen Santana, lutando no meio-pesado (78kg), ficou com o vice; Nathália Brígida, que lutou no meio-leve (52kg), ficou com o bronze, assim como Laislaine Rocha (78kg).

“Foram 72 dias treinando, lapidando para conseguir retomar a performance e esse foi o teste final. Estou feliz de ter conseguido transferir o que treinei, durante todos esses dias, para a competição. Depois de um longo tempo sem competir consegui controlar, resolver os problemas ali. Contente com essa oportunidade de recomeço”, avaliou a peso médio Maria Portela, que participou na semana passada de uma Live com a Secretaria Especial do Esporte.

“Agora é torcer para que as competições voltem logo para conseguirmos trilhar esse caminho até as Olimpíadas”, complementou Rafael Silva “Baby”.


RESULTADOS DOS BRASILEIROS:

OUROS
Jéssica Pereira 57kg
Ketleyn Quadros 63kg
Maria Portela 70kg
Renan Torres 60kg
João Pedro Macedo 81kg
Marcelo Gomes 90kg
Rafael Buzacarini 100kg
Rafael Silva +100kg

PRATAS
Ellen Santana 78kg
Felipe Kitadai 60kg
Willian Lima 66kg
David Lima 73kg
Guilherme Schimidt 90kg

BRONZES
Nathália Brígida 52kg
Laislaine Rocha 78kg
Eduardo Kastuhiro 81kg

Foto: Divulgação/CBJ
Fonte: Confederação Brasileira de Judô

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email