Mercedes suspeita que equipes rivais podem ter alertado a FIA sobre violação de Hamilton

Mercedes suspeita que equipes rivais podem ter alertado a FIA sobre violação de Hamilton

Não é sempre que você tem um momento definitivo em um Grande Prêmio antes que as luzes se apaguem, mas esse foi o caso na Rússia, com a agora infame prática de Lewis Hamilton. Falando no podcast da F1 Nation , o engenheiro chefe de corrida da Silver Arrows, Andrew Shovlin, explicou o papel da equipe no incidente contencioso, e como eles não estavam claros quem foi o primeiro a detectar a violação.

Primeiro, Shovlin explicou por que Hamilton não havia parado onde todo mundo parou.

“Em alguns lugares tem uma caixa que eles pintam no chão e você tem que fazer [o início da prática] na caixa; em outros lugares é uma área geral”, disse ele.

“Freqüentemente, se houver muita borracha [no solo], ela não representará a aderência. Os pilotos – e também os engenheiros – vão querer encontrar um pouco mais próximo em termos de aderência que se espera no grid”.

“E o que aconteceu foi que Lewis perguntou se ele poderia ir um pouco mais longe [ao longo da saída do box] – não tínhamos percebido bem o quão longe ele iria. Mas na verdade estamos apenas tentando encontrar um pouco de asfalto que seja mais parecido com aquele que você vai conseguir quando fizer uma boa largada”.

Shovlin acrescentou que o posicionamento de Hamilton só se tornou aparente para a Mercedes em sua segunda largada de treino, momento em que eles perceberam imediatamente que poderiam estar com problemas.

“Não vimos o primeiro, quando vimos o segundo pensamos, não vão gostar disso”, explicou.

“Não achamos que era perigoso e, dado que as notas do evento diziam que estava do lado direito após a saída do box, pensamos que poderia ser ambíguo o suficiente para que o tivéssemos … quero dizer, quando vimos a posição do carro, não foi uma surpresa total que eles não gostaram e, sem dúvida, pode ter havido equipes que sinalizaram tanto quanto se a FIA ou os próprios comissários perceberam. Eu não sei”.

Fonte: Fórmula 1

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email