Goiás: Desarticulado grupo suspeito de furtos e receptação de cargas

Goiás: Desarticulado grupo suspeito de furtos e receptação de cargas

Durante a operação, 30 toneladas de leite em pó furtadas foram recuperados e seis pessoas presas em flagrante.

A Polícia Civil de Goiás e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagraram neste domingo (27/09) a Operação Piratas do Volante. A ação teve como objetivo desarticular uma associação criminosa especializada em furto e receptação de cargas de gênero alimentício. Durante a operação, seis pessoas foram presas em flagrante.

O grupo vinha sendo monitorado pela força-tarefa das duas instituições desde julho deste ano e teria sido responsável por mais de cinco furtos mediante fraude e abuso de confiança de grande quantidade de leite em pó. Os crimes ocorreram nos estados de São Paulo e Minas Gerais. Em Goiás, as cargas eram receptadas.

De acordo com o delegado Alexandre Bruno, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), os furtos contavam com a participação direta dos motoristas encarregados pelos transportes das cargas. “Eles aliciavam os motoristas das transportadoras, convenciam eles a entregar a carga, pagando em torno de 15% a 20% do valor do carregamento e em seguida, os motoristas registravam a ocorrência como se tivessem sido roubados”, pontuou.

Segundo as investigações, os condutores chegavam a receber mais de R$ 20 mil para repassar a mercadoria ao grupo criminoso. Os supostos roubos eram registrados em estados diferentes, para não levantar suspeitas. “A situação se dava em São Paulo, eles registravam em Minas, se ocorria em Minas, eles registravam em São Paulo. Isso para dificultar as investigações da Polícia Civil”, afirmou.

No decorrer da ação, mais de 30 toneladas de leite em pó, furtadas em São Paulo, foram recuperadas. A carga está avaliada em mais de R$ 600 mil. Dentre os seis presos, estão donos de supermercados que fariam a receptação dos produtos, intermediadores e motoristas que auxiliavam nos crimes. As prisões ocorreram em um galpão, no Setor dos Funcionários, em Goiânia.

Os suspeitos deverão responder pelos crimes de receptação e associação criminosa. Ainda de acordo com o delegado, a parceria entre Polícia Civil e PRF tem auxiliado no combate a esse tipo de crime no estado. “Em Goiás nós, pela força-tarefa, temos o costume de checar todas as ocorrências e é o que nos dá a possibilidade de estar diminuindo os roubos e furtos de cargas”, concluiu.

Fonte: Fórmula 1

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email