Brasileirão: Bahia, Grêmio e Flamengo vencem em casa

Brasileirão: Bahia, Grêmio e Flamengo vencem em casa

Pela 14ª rodada da Série A, Esquadrão de Aço fechou a conta antes do intervalo e construiu placar com gols de Rossi, Gilberto e Clayson.

Jhony Pinho/AGIF

O jogo

As duas equipes tentaram se impor no início da partida com finalizações de longe, mas a primeira chegada na área resultou em bola na rede. Aos nove minutos, o atacante Rossi, ex-Vasco, recebeu cruzamento de Clayson da esquerda e venceu a marcação para fazer 1 a 0 para os baianos. Logo depois, aos 13, o Tricolor de Aço quase ampliou em cobrança de escanteio. O cabeceio de Lucas Fonseca passou perto da trave.

O Gigante da Colina tentou manter a posse de bola, mas não ameaçou o gol de Douglas e sofreu o segundo aos 31 minutos. Gilberto apareceu livre e recebeu passe de Ernando para marcar para o Bahia. Logo na sequência, o time baiano perdeu uma oportunidade clara de anotar o terceiro. Rossi tocou para Juninho, que ficou cara a cara com Fernando Miguel, mas finalizou para fora. Aos 45, já nos acréscimos, Clayson aproveitou corte errado de Yago Pikachu e bateu forte para fazer 3 a 0.

O time da casa voltou do intervalo com o mesmo ímpeto e teve boa chance em cabeceio de Gilberto, defendido por Fernando Miguel. Os cariocas responderam em duas finalizações perigosas de fora da área, com Carlinhos e Fellipe Bastos. Aos 19, Gabriel Pec cabeceou sem potência. No entanto, logo depois, o volante Bruno Gomes levou o segundo amarelo e foi expulso por falta em Juninho. Com dez em campo, os visitantes pouco ameaçaram e o placar se manteve até o fim.

Com gols de Luiz Fernando e David Braz nos primeiros dez minutos de jogo, Tricolor triunfou diante do Coritiba.

Fernando Alves/AGIF

O jogo

O Grêmio não precisou de muito para abrir a contagem na Arena. Logo aos dois minutos, Diogo Barbosa recebeu na esquerda e levantou a bola na área, Luiz Fernando ganhou da marcação e testou firme para o fundo das redes. Mandando no jogo, o Tricolor seguiu no ataque e, aos dez, ampliou a vantagem. Após cobrança de escanteio, Pepê pegou a sobra na entrada da área e arriscou o chute, a finalização virou uma assistência para David Braz, que dominou de frente para meta e bateu sem dar chances de defesa: 2 a 0.

Já aos 17, Pepê quase deixou o dele. Mas aos poucos o time da casa tirou o pé do acelerador e o Coxa equilibrou o duelo. A equipe paranaense teve duas chances com Robson. A primeira tentativa, aos 21, foi para fora, já na segunda, aos 32, teve o gol anulado por impedimento. Minutos antes do intervalo, o Imortal voltou a assustar dessa vez com Matheus Henrique, que parou em Wilson.

A segunda metade do jogo começou com o Coritiba correndo atrás do prejuízo. Neílton, aos oito, e Giovanni Augusto, aos 16, arriscaram de fora da área. Do outro lado, o Grêmio respondeu na mesma moeda em finalização de Pepê. Mas os visitantes seguiram em busca do primeiro que veio com Nathan Silva, aos 26. Após cobrança de escanteio o camisa 5 fez o cabeceio certeiro: 2 a 1. Tentando retomar a vantagem mais confortável, foi a vez do time da casa partir para cima. Guilherme Azevedo e Victor Ferraz param em Wilson. Mas as chances não fizeram falta ao Tricolor, que segurou o resultado até o apito final e voltou a vencer depois de quatro jogos. 

Com dois gols de Pedro e um de Gustavo Henrique, equipe carioca venceu o Leão por 3 a 0 e subiu momentaneamente para o segundo lugar da Série A.

Jorge Rodrigues/AGIF

O jogo

O primeiro tempo da partida no Rio Janeiro foi morno entre Flamengo e Sport. Jogando fora de casa, o Leão se postou bem na marcação e dificultou a criação de jogadas da equipe carioca. A única chance clara de gol dos mandantes, por exemplo, foi aos 27 minutos com Pedro, que finalizou de cabeça e viu Luan Polli fazer grande defesa. Do lado da equipe pernambucana, que também não teve muita criatividade ofensiva, as melhores oportunidades foram em cabeçada de Marcão Silva, que passou muito perto do gol de Hugo Souza, e com Patric, que finalizou com perigo, mas para fora.

Na volta do intervalo, o Flamengo se mostrou mais ofensivo desde o primeiro lance. Diego recebeu cruzamento pela esquerda e finalizou de primeira com perigo. Logo depois, aos cinco, o placar foi inaugurado no Maraca. Após boa triangulação, Pedro recebeu na área e chutou direto para o fundo das redes: 1 a 0. Pouco depois, Gustavo Henrique ampliou de cabeça após cobrança de escanteio na área. E, aos 14, Pedro voltou a mostrar seu faro de artilheiro. O atacante recebeu na pequena área, dominou de peito e chutou ainda caindo no gramado para fazer 3 a 0. Em desvantagem, o Sport só voltou a levar perigo com Leandro Barcia, parado em boa defesa de Hugo Souza, aos 22. Depois, os donos da casa seguiram controlando as ações e administraram o resultado até o apito final.

Foto: Jorge Rodrigues/AGIF
Fonte: CBF

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email