Brasileirão: Botafogo sai do Z-4 e Fortaleza derrota o líder

Brasileirão: Botafogo sai do Z-4 e Fortaleza derrota o líder

Pedro Raul e Caio Alexandre marcam no segundo tempo e devolvem o Alvinegro ao caminho das vitórias; Verdão diminui com Willian, mas perde a primeira no campeonato.

Thiago Ribeiro/AGIF

O jogo

A partida começou equilibrada – o Palmeiras tinha mais posse de bola, mas o Botafogo fez as primeiras ameaças antes dos 20 minutos pelos pés de Rhuan. Primeiro, em chute para fora após passe de Pedro Raul. Depois, em cruzamento que passou por todo mundo. Aos 31, Patrick de Paula levou perigo à meta botafoguense em tentativa de longe. Willian deu outro susto em Diego Cavalieri com cabeceio na primeira trave em escanteio, aos 40, no último bom lance da etapa inicial.

No primeiro lance do segundo tempo, o Glorioso abriu o placar. Kevin avançou pela direita e cruzou para Pedro Raul, que completou para a rede com apenas 53 segundos. Aos cinco minutos, o Alvinegro ampliou o marcador com Caio Alexandre, que aproveitou desvio em cobrança de falta e precisou finalizar duas vezes para bater Jailson. O lance foi validado após checagem do árbitro de vídeo por possível impedimento. 

O Verdão começou a reagir aos 29 minutos, quando Wesley obrigou Cavalieri a fazer grande defesa. Na sequência, aos 31, Willian recebeu passe dentro da pequena área e diminuiu. Após nova revisão do VAR, o lance foi validado. O atacante do time paulista recebeu cruzamento no lance seguinte e por muito pouco não igualou o marcador. Aos 36, ele sofreu pênalti do goleiro do Botafogo, que entrou de sola em disputa pela bola e recebeu o cartão amarelo. A jogada também foi analisada por possível posição irregular. Na cobrança, melhor para o arqueiro botafoguense, que defendeu. Os paulistas ainda pressionaram no fim em busca do empate, mas sem sucesso.

Tricolor saiu na frente, teve um jogador expulso, levou o empate, mas buscou a vitória com gol heroico de Bruno Melo, aos 39 do segundo tempo.

Kely Pereira/AGIF

O jogo 

O Fortaleza ensaiou uma pressão nos primeiros minutos do duelo, mas só foi abrir o placar já na marca dos 36. Tinga aproveitou um vacilo da defesa adversária e deu passe açucarado para David, o atacante recebeu na esquerda e finalizou no cantinho para fazer 1 a 0 na Arena Castelão. Mas dois minutos depois, o Tricolor passou a ter um jogador a menos, após expulsão de Felipe. Em vantagem numérica, o Atlético chegou ao empate com Eduardo Sasha. Mariano apareceu livre pela direita e fez o levantamento, a bola sobrou com o camisa 18, que dominou e bateu bonito para estufar as redes. 

Na volta do intervalo, foi a vez do Galo começar no ataque. Aos cinco, Keno saiu em velocidade, arriscou o chute e viu Felipe Alves fazer grande defesa. Na sequência, após ótima trama atleticana, Hyoran chutou cruzado e Marquinhos, sozinho na segunda trave, mandou para fora. Apesar de controlar a posse de bola, criaram pouco. Eduardo Sasha, aos 32, tentou da entrada da área, mas parou no goleiro. Até que, aos 39, o Tricolor chegou e marcou. Osvaldo fez o cruzamento e Bruno Melo, que saiu do banco de reservas, testou firme para garantir o triunfo heroico do Fortaleza. 

Foto: Kely Pereira/AGIF
Fonte: CBF

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email