5 Motivos para assistir a ‘Maldição da Mansão Bly’ na Netflix

5 Motivos para assistir a ‘Maldição da Mansão Bly’ na Netflix

Não conhece, ou nunca ouviu falar? Sem problemas, trazemos aqui 5 motivos para começar a ver agora

Criada por Mike Flanagan, a antologia ‘A Maldição da Mansão Bly‘ chegou hoje, 9 de outubro na Netflix, e promete ser Perfeitamente explêndida para os amantes do terror.

Não conhece, ou nunca ouviu falar? Sem problemas, trazemos aqui 5 motivos para começar a ver agora, mas já aconselho: Veja com calma e no seu tempo… A série é densa, e cheia de camadas que demandam tempo para absorver.

  1. ORIGEM
    Assim como sua antecessora, Residência Hill; Mansão Bly também tem como base, um romance. No caso desta, a trama se baseia no livro de Henry James, publicado em 1898, intitulado ‘A Volta do Parafuso’. Obviamente a adaptação traz consigo inúmeras liberdades poéticas e acrescentam outras camadas que a tornam ainda mais envolvente e assustadora.
  2. A TRAMA
    Neste capítulo veremos Dani, uma au pair, que se muda para a mansão Bly para tomar conta de duas crianças, Milles e Flora, que vivem ali juntamente com a governanta Hannah, o cozinheiro Owen e a jardineira Jamie… E enquanto se adapta, precisa lidar com segredos sombrios, vinculados a perdas e amores que atravessam gerações. Definitivamente a trama vai te surpreender, muito porque quando começar a assistir, perceberá que tudo vai muito além de uma história de fantasmas. Mike Flanagan tem o dom de ir sempre muito além do terror, ele toca em questões dentro da narrativa de forma catártica, não só para os personagens, mas também para nós que assistimos.

Se residência Hill, nos mostrou as camadas existentes no Luto; em Mansão Bly veremos uma assustadora história de amor.

  1. FANTASMAS
    Mansão Bly, não tem medo de te assustar. Você vai se surpreender em muitos momentos e em muitos episódios com revelações e com fantasmas escondidos. Diferentemente de Residência Hill, em Mansão Bly conheceremos a histórias dos fantasmas existentes ali, e porque eles assombram o lugar.
  2. ELENCO
    O elenco é simplesmente impecável, e conta com alguns rostos que já conhecemos que acabam trazendo para a história um “que” de familiaridade para trama, proporcionando um vínculo emocional com quem assiste. No entanto, precisamos destacar Victoria Pedretti que simplesmente se superou em todos os âmbitos. Em muitas das cenas, ela não precisa nem usar palavras para expressar o que sente. Outro olhar de atenção, precisa ser dado à Amelie Bea Smith e ao Benjamin Evan Ainsworth; ambos integram o núcleo infantil da série, e eles transcendem. Estes dois conseguem carregar as nuances de seus personagem com tanta propriedade, que nos emocionam a níveis imensuráveis.
  3. SUCESSO
    Antes mesmo da estreia, ‘A Maldição da Mansão Bly’ já era sucesso alcançando 87% de aprovação da crítica especializada no Rotten Tomatoes, e 100% de aprovação do público (até o momento).

Poética, cativante, emocionante e poderosa, ‘Mansão Bly’ entrega uma aterrorizante história de amor, que transcende barreiras impostas… E nos oferece uma nova perspectiva das histórias de terror.

Morrer não quer dizer partir. Uma babá adentra um mundo de segredos sinistros neste romance gótico do criador de “A Maldição da Residência Hill”.

Com 9 episódios, ‘A Maldição da Mansão Bly’ já está disponível na Netflix.

Fonte: Netflix

Imagem em destaque: Tecmundo e Omelete

Quando começamos o Press Periódico para tentar trazer a verdade para o

resto do mundo, sabíamos que seria um grande desafio. Mas fomos

recompensados pela incrível quantidade de suporte e feedback dos leitores

que nos fizeram crescer e melhorar.
Faça parte da missão de espalhar a verdade! Ajude-nos a combater as

tentativas de silenciar nossas vozes e torne-se um assinante.

Print Friendly, PDF & Email