Bioplástico é alternativa para reduzir danos ao meio ambiente

Bioplástico é alternativa para reduzir danos ao meio ambiente

Um projeto desenvolvido no Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene), unidade de pesquisa do MCTI, trabalha na produção de bioplástico, uma alternativa sustentável para reduzir os danos ao meio ambiente. As aplicações de polímeros biodegradáveis, como o bioplástico, foram tema de um painel neste domingo (11), na programação do Mês Nacional da Ciência Tecnologia e Inovações (MNCTI), disponível no canal do ministério no YouTube: www.youtube.com/ascommcti.

Atualmente, são consumidas mais de 360 milhões de toneladas de plásticos por ano em todo o mundo.  “Quase tudo que a gente usa hoje tem algo de plástico, derivado de petróleo, e demora séculos no meio ambiente para se degradar. Nesse contexto, os polímeros biodegradáveis são uma alternativa para reduzir os impactos”, afirma a pesquisadora bolsista Carolina Malafaia, que desenvolve o projeto no Cetene e conduziu o painel com a participação das pesquisadoras Priscilla  Albuquerque e Marthynia Pessoa.

Segundo a pesquisadora , o bioplástico tem uma resistência alta, não é poluentes e se degrada rapidamente, em até 10 anos. Os biopolímeros são polímeros naturais ou biodegradáveis, produzidos por organismos vivos ou através de material à base de fontes renováveis.

Carolina aponta que mesmo a reciclagem do plástico derivado de petróleo não tem sido alternativa. “Apenas 3% do plástico no mundo hoje é reciclado. Todo o restante é jogado no meio ambiente. Vai para lixões, rios e mares. São ilhas de lixo boiando pelo mundo”, aponta.

De acordo com a pesquisadora, o projeto em desenvolvimento no Cetene busca otimizar a produção do bioplástico com resíduos de indústrias a um custo menor.  “A  produção do bioplástico ainda é cara. Por isso, as indústrias utilizam pouco”, revela.

Carolina Malafaia explica que o projeto produz bioplástico com rejeitos de industrias, como a de queijo. “Tradicionalmente essas industrias jogam fora esses resíduos, que são poluentes e vão para os rios. A gente retira esse resíduo do meio ambiente e ainda utiliza para produzir bioplástico.”

Biofábrica

Outro destaque na programação apresentada pelo Cetene foi a Biofábrica Governador Miguel Arraes. O técnico da unidade de pesquisa André Dias detalhou todo o trabalho desenvolvido pela biofábrica, que produz in vitro em larga escala espécies vegetais estratégicas para a conservação da biodiversidade do Nordeste e aumento da produtividade de produtores rurais.

Mês Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovações

O MNCTI foi instituído pelo decreto nº 10.497/2020, que atribui a coordenação do evento ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Ao longo de outubro, o canal do YouTube do MCTI traz centenas de horas de conteúdo online para mobilizar e levar a ciência, tecnologia e inovações mais perto do dia a dia da população.

A cada dia, uma organização vinculada ao MCTI leva ao ar uma série de palestras, oficinas e conteúdos que podem ser acompanhados em www.youtube.com/ascommcti.

Confira também a programação completa do Mês em www.snct.mcti.gov.br.

Fonte Gov.br

Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor.

Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito.

Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto acesse o link abaixo e aplique o código JOMAFE e obtenha o desconto promocional.

Assinatura Leitor Prêmio

Print Friendly, PDF & Email