Comissão Nacional de Energia Nuclear completou 64 anos de existência

Comissão Nacional de Energia Nuclear completou 64 anos de existência

No dia em que completou seus 64 anos de existência, a Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) promoveu na tarde desse sábado (10), nas atividades do Mês Nacional da Ciência, Tecnologia e Inovações – sob a coordenação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) – entrevista com o presidente da autarquia vinculada ao Ministério, Paulo Roberto Pertusi. Criada em 1956 e estruturada pela Lei n. 4.118/1962, que dispõe sobre a Política Nacional de Energia Nuclear, a Cnen é um órgão superior de planejamento, orientação, supervisão, fiscalização, além de estabelecer normas e regulamentos em radioproteção. É responsável por regular, licenciar e fiscalizar a produção e o uso da energia nuclear no Brasil.

Em sua entrevista, o presidente da Cnen destacou o papel da instituição que tem como objetivo propiciar potencial científico e tecnológico, e de pesquisa e desenvolvimento. “E isso ela vem fazendo ao longo dessas seis décadas”, ressaltou Pertusi.

O presidente apontou as vertentes de atuação da Comissão Nacional de Energia Nuclear – como órgão regulador (licenciamento e fiscalização das atividades nucleares), desenvolvimento de tecnologias e produtos ligados à área nuclear, e tecnologias correlatas; e formação especializada. 

Ao ser indagado por uma das questões que mais provocam insegurança na sociedade, sobre os acidentes nucleares que entraram para a história, Paulo Roberto afirmou que “os poucos que ocorreram com usinas nucleares no mundo – mas que ocorreram – foram suficientes para gerar um pânico. Há uma desinformação muito grande a respeito da segurança das usinas”, disse.

“É importante que as pessoas deixem de pensar no possível perigo e se concentrem nos benefícios que a energia nuclear pode trazer para o ser humano”, disse Paulo Roberto ao citar o exemplo na área da saúde. A medicina nuclear, com o uso de radiofármacos, conta com baixíssimo grau de radioatividade e serve para diagnosticar e tratar doenças. As aplicações da energia nuclear no dia-a-dia também alcançam diversos outros setores, entre eles, a agricultura e a indústria.

O presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear, Paulo Roberto Pertusi destacou os pilares de atuação do órgão – a formação, o conhecimento, com qualificação e capacitação intelectual; e o viés regulatório, no tocante à fiscalização.

“Nós acreditamos que o Brasil será um protagonista no cenário mundial na área nuclear como fornecedor de bens e serviços e tudo isso vai refletir no objetivo maior, que é o bem-estar da população brasileira”, aposta o presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear, Paulo Roberto Pertusi.

Mês Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovações

O MNCTI foi instituído pelo decreto nº 10.497/2020, que atribui a coordenação do evento ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Ao longo de outubro, o canal do YouTube do MCTI traz centenas de horas de conteúdo online para mobilizar e levar a ciência, tecnologia e inovações mais perto do dia a dia da população.

A cada dia, uma organização vinculada ao MCTI leva ao ar uma série de palestras, oficinas e conteúdos que podem ser acompanhados em www.youtube.com/ascommcti.

Confira também a programação completa do Mês em www.snct.mcti.gov.br.

Fonte Gov.br

Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor.

Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito.

Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto acesse o link abaixo e aplique o código JOMAFE e obtenha o desconto promocional.

Assinatura Leitor Prêmio

Print Friendly, PDF & Email