Série B: Chapecoense vence o CRB e é vice-líder; Sampaio Corrêa-MA bate o Figueirense

Série B: Chapecoense vence o CRB e é vice-líder; Sampaio Corrêa-MA bate o Figueirense

Nesta quarta-feira (14), Chape e Bolívia Querida venceram partidas que haviam sido adiadas e subiram na tabela.

Dois jogos que haviam sido adiados foram disputados pela Série B do Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira (14). Em partida da rodada quatro, o Sampaio Corrêa recebeu o Figueirense no Castelão, em São Luís (MA) e ganhou por 3 a 0. Os gols foram marcados por Flávio Boaventura, Caio Dantas (em cobrança de pênalti) e Jackson. No outro duelo, válido pela rodada nove, a Chapecoense visitou e venceu o CRB por 1 a 0 no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). O atacante Anselmo Ramon deu o triunfo aos catarinenses em cabeceio aos 30 do segundo tempo. 

Os resultados representam avanços significativos na tabela para os vencedores. A Chape assumiu a vice-liderança da competição, com 29 pontos em 14 jogos. A Bolívia Querida, por sua vez, chega aos 20, dá um salto e fica na nona posição. O Galo de Alagoas foi um dos times ultrapassados pelos maranhenses. A derrota deixa o Alvirrubro na 11ª colocação, também com 20 pontos. O Figueira permanece nas posições de rebaixamento e ocupa o 18º lugar, com 14 pontos.

+Confira a tabela da Série B!

Sampaio Corrêa vence o Figueirense em casa

O jogo começou com algum equilíbrio, mas o Sampaio Corrêa passou, aos poucos, a tomar o controle da posse e a ter maior volume ofensivo. Aos 19 minutos, o time maranhense assustou pela primeira vez com Roney, que chegou a marcar em sobra na grande área, mas a arbitragem anulou a jogada por falta em choque de cabeça com cabeça no momento anterior. Aos 25, o próprio Roney fintou e obrigou Sidão a fazer bonita defesa, mas o zagueiro Flávio Boaventura aproveitou rebote para encher o pé e decretar o 1 a 0. A Bolívia Querida ainda teve mais três bolas perigosas. Primeiro com Marlon, obrigando o arqueiro do Figueira a espalmar. As outras duas foram de novo com Roney, que carimbou o travessão depois de falta e, em seguida, a trave, em bola de longe.

Na segunda etapa, a equipe mandante conseguiu ampliar logo aos nove, após pênalti sofrido por Caio Dantas – ele mesmo bateu e fez 2 a 0. No lance seguinte, Pimentinha quase fez o terceiro, mas o goleiro do Alvinegro de Florianópolis novamente se apresentou bem. A partir daí, o Tricolor esperou o Figueirense, mas os visitantes pouco levaram perigo à meta defendida por Gustavo. Aos 49, Jackson, que saiu do banco de reservas, recebeu livre em contra-ataque e tocou no canto esquerdo para anotar o 3 a 0 e fechar a conta.

Fora de casa, Chapecoense bate o CRBCRB e Chapecoense se enfrentaram pela Série B, no estádio Rei PeléCRB e Chapecoense se enfrentaram pela Série B, no estádio Rei Pelé
Créditos: Itawi Albuquerque/AGIF

A partida foi lá e cá nos primeiros dez minutos: Felipe Garcia criou boa chance para a Chape, e Igor Cariús respondeu para o Galo, mas os goleiros trabalharam bem e salvaram. Na sequência, o jogo seguiu movimentado e Edson Mardden pegou chute cara a cara de Paulinho Moccelin aos 15, evitando o que seria o primeiro gol do Verdão do Oeste. O duelo entre os dois se intensificou aos 31, com nova intervenção do arqueiro do time alagoano. A reta final foi mais estudada, com as duas equipes se resguardando. Porém, os catarinenses quase chegaram ao 1 a 0 no último lance, mas Luiz Otávio carimbou a trave em testada após cobrança de escanteio. 

No segundo tempo, o CRB começou em cima e teve oportunidade em tentativa de longe de Diego Torres, que passou tirando tinta da trave. A equipe visitante reagiu com Denner, que obrigou Mardden a fazer outra defesa. O alvirrubro foi ao ataque novamente aos 18 minutos com Gum, que quase executou a lei do ex em jogada pelo ar. Depois dos 20, a Chapecoense cresceu no jogo e teve bom lance com Lucas Tocantins, aos 27. No entanto, a rede balançou mesmo aos 30: Hiago cruzou com capricho da direita, Anselmo Ramon subiu com muita categoria e desviou, deixando o goleiro sem ter o que fazer. Já nos acréscimos, aos 48, os alagoanos por pouco não chegaram ao empate em bola de Darlisson, que parou no travessão.

Foto: Lucas Almeida/Sampaio Corrêa
Fonte: CBF

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email