Paraná: Projeto prevê nova reserva hídrica e ações ambientais no Rio Iguaçu

Paraná: Projeto prevê nova reserva hídrica e ações ambientais no Rio Iguaçu

Ao todo, haverá estruturação em 97 quilômetros lineares ao longo do Rio Iguaçu, entre Quatro Barras e Porto Amazonas. O projeto inclui espaços para lazer, recreação, pesca, visitação e educação ambiental, além de ajudar a evitar invasões, loteamentos clandestinos e aterramento de cavas.

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) e a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) apresentaram ao governador Carlos Massa Ratinho Junior, nesta terça-feira (20), um projeto de preservação ambiental ao longo do trecho do Rio Iguaçu que corta a Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

O objetivo é criar um grande mosaico de áreas que garantam uma nova reserva hídrica para abastecimento público, segurança contra inundações e a diluição de efluentes. O projeto inclui ainda espaços para lazer, recreação, pesca, visitação e educação ambiental, além de ajudar a evitar invasões, loteamentos clandestinos e aterramento de cavas.

A proposta prevê intervenções em uma área total de 17 mil hectares, que abrangem as quatro barragens do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana. Ao todo, haverá estruturação em 97 quilômetros lineares ao longo do traçado do Rio Iguaçu, entre Quatro Barras e Porto Amazonas.

PONTO DE PARTIDA – A proposta apresentada amplia um projeto já desenvolvido pela Comec e deverá envolver outros órgãos do Estado, além dos municípios situados na área de proteção. O ponto de partida será a execução de parques já projetados na Região Metropolitana de Curitiba.

Além do Parque Ambiental do Palmital, que está em construção, estão previstos o Parque Natural do Iguaçu, o Parque Metropolitano do Iguaçu, o Parque Ambiental Itaqui e o Parque Ambiental Piraquara. A etapa seguinte será a criação de reservatórios lineares de água para abastecimento.

Esses reservatórios serão criados com a interligação de cavas já existentes. A previsão é que o volume de água reservada nesse sistema linear seja equivalente a até duas barragens do Iraí, que tem capacidade de armazenar 58 bilhões de litros de água.

O projeto prevê ainda a implantação de jardins de infiltração (wetlands) que teriam a função de despoluir rios usando raízes de plantas.

“Temos uma equipe técnica preparada e dedicada a construir soluções para que possamos enfrentar os desafios da crise hídrica e preservar a riqueza do Rio Iguaçu”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior após receber as equipes da Sanepar e da Comec no Palácio Iguaçu.

“Com este projeto queremos assegurar água de qualidade para os moradores da região pelos próximos 30 anos”, destacou Ratinho Junior, lembrando que a capital e as cidades vizinhas vivem a pior seca da história.

Ele também destaca a importância da implantação de novos parques e áreas de uso coletivo de forma sustentável.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email