Albon lamenta um começo ruim no GP de Portugal

Albon lamenta um começo ruim no GP de Portugal

Alex Albon qualificou-se com um promissor P6 para o Grande Prémio de Portugal no domingo, mas uma péssima largada o viu cair para P12 depois de duas voltas – e foi aí que acabou terminando, tendo também levando uma volta do companheiro de equipe Max Verstappen.

Como muitos outros no lado sujo do grid, Albon fez uma fuga ruim em Portimão, com o piloto da Red Bull lutando para encontrar qualquer aderência na superfície lisa da pista com seus pneus macios. Isso foi em contraste com nomes como Carlos Sainz da McLaren e Kimi Raikkonen da Alfa Romeo, cuja velocidade na mesma borracha deixou Albon surpreso.

“Não tínhamos aderência alguma para começar a primeira volta – estava tudo confuso”, lamentou Albon. “Alguns pneus foram claramente melhor aquecidos por outras equipes – McLaren e Kimi. Kimi estava voando – parecia que ele estava em um caminho diferente de todos nós”.

“Foi muito complicado nas primeiras duas ou três voltas e foi aí que perdemos as posições. O carro estava realmente muito bom, mas passamos a corrida inteira presos na caixa de câmbio de outro carro”.

O principal problema para Albon, disse ele, foi que o único lugar em que ele lutou foi fora da curva final, e isso tornou a ultrapassagem problemática, já que a Curva 1 provou ser o único lugar viável para passar.

“Sabíamos que seria difícil ultrapassar aqui, mas estava lutando muito na última curva, na Curva 14, por isso nunca conseguia ficar tão perto para ter uma oportunidade na Curva 1. Foi isso mesmo. O ritmo era bom, mas eu realmente não conseguia usá-lo. Tão frustrante…”.

Em uma tentativa de trazê-lo de volta à corrida, a Red Bull mudou o piloto tailandês para uma estratégia de duas paradas, com Albon dizendo em retrospectiva que “uma parada teria sido melhor”.

É a segunda corrida consecutiva que Albon não consegue marcar e significa que conquistou apenas um ponto desde o que esperava ser um pódio em Mugello. O companheiro de equipe Max Verstappen, por outro lado, está em uma série de três pódios consecutivos.

Com o chefe da Red Bull, Christian Horner, dizendo antes do fim de semana que queria duas corridas fortes de Albon em Portugal e em Imola para que o tailandês “reivindicasse” uma vaga na equipe em 2021, a pressão está agora para atuar bemno GP da Emilia Romagna neste fim de semana.

Fonte: Fórmula 1

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email