Giovinazzi revela que teve que correr o GP de Portugal sem rádio

Giovinazzi revela que teve que correr o GP de Portugal sem rádio

A comunicação se tornou cada vez mais importante na Fórmula 1 nas últimas duas décadas, então Antonio Giovinazzi estava em uma desvantagem significativa no Grande Prêmio de Portugal de domingo depois que seu rádio parou de funcionar logo na primeira volta.

O italiano passou assim a corrida quase em silêncio e foi forçado a confiar no seu pit board para obter informações da equipe, incluindo quando parar para por pneus novos.

Enquanto seu companheiro de equipe Kimi Raikkonen teve um início empolgante, ganhando 10 lugares na primeira volta para terminar em sexto antes de ser eliminado da última posição da zona de pontos nos estágios finais para terminar em 11º, Giovinazzi lutou para casa em 15º – embora ele também tenha aproveitado um início sólido.

“Parecia uma corrida muito longa, ainda mais difícil por não ter um rádio funcionando depois da primeira volta”, disse Giovinazzi. “Não tinha comunicação com a equipe e no final era só chegar à bandeira, o que fizemos”.

“O vento não facilitava as coisas, as rajadas deixavam o carro inconsistente de curva a curva e era difícil entrar no ritmo”.

“Espero que possamos ter um fim de semana melhor em Imola, acho que o potencial está aí e a pista deve nos servir um pouco melhor”.

Giovinazzi parte para Imola neste fim de semana em busca de sua terceira pontuação na temporada, após um nono na abertura da temporada na Áustria e um décimo no Grande Prêmio da Eifel no início deste mês.

Fonte: Fórmula 1

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email