Secretaria de Cultura e RioFilme firmam parceria para curadoria da Dvdoteca da Biblioteca Parque

Secretaria de Cultura e RioFilme firmam parceria para curadoria da Dvdoteca da Biblioteca Parque
Rio de Janeiro - RJ - 28.11.2018 - Biblioteca Parque no centro da cidade, guarda um acervo único que está disponivel para consulta ao grande publicio. A coleção de obras raras chama-se Guanabarina sobre a supervisão do Rodrigo Mazzuca e sua equipe. Foto: Paulo Vitor.


A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e a RioFilme assinaram um acordo de cooperação técnica para a operacionalização do Espaço Multimídia da Biblioteca Parque Estadual (BPE), no Centro do Rio de Janeiro. Um dos pontos do convênio é a curadoria da Dvdoteca do espaço, que atualmente tem um acervo de mais de cinco mil exemplares.

A parceria tem como objetivo a difusão de conteúdos audiovisuais brasileiros para fomentar a diversidade cultural e a democratização do acesso aos conteúdos, a promoção de ações para formação de plateias, a capacitação técnica para o cinema brasileiro e a operacionalização integrada do Espaço Multimídia. A Dvdoteca vai reabrir em dezembro.

A secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros, destacou a importância da parceria no momento de flexibilização das ações culturais em meio à pandemia da Covid-19. Atualmente, a Biblioteca Parque Estadual, que também é sede da secretaria, está aberta apenas para atendimento aos profissionais da cultura na Lei Aldir Blanc.

– Temos todo o cuidado com a Biblioteca Parque e os nossos servidores. Fizemos a sanitização do espaço. Poder reabrir o espaço com uma importante parceria para movimentar o equipamento é fundamental. Umas das nossas prioridades é o diálogo com todo o segmento para buscar esses projetos, não somente na capital. A RioFilme faz um trabalho belíssimo e que deve ser apresentado para a população – explicou Danielle Barros.

Empresa vinculada à Secretaria Municipal de Cultura do Rio, a RioFilme destaca a importância da BPE estar localizada na região central da capital, próxima ao Campo de Santana, à Saara (Sociedade de Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega) e à Central do Brasil, por onde circulam milhares de pessoas diariamente.

– Vamos disponibilizar para o público, gratuitamente, o acervo audiovisual da instituição, democratizando o acesso aos conteúdos dos filmes para a exibição no local – disse o presidente da RioFilme, Cesar Miranda Ribeiro.

Fonte: Governo do Rio de Janeiro

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email