Brasil está saindo da recessão, afirma ministro da Economia

Brasil está saindo da recessão, afirma ministro da Economia

“A economia está voltando, saímos da recessão agora, vamos oficialmente sair da recessão. Estamos retomando o crescimento econômico”, ressaltou Guedes.

Diante do crescimento de 9,47% da economia brasileira nos meses de julho, agosto e setembro, divulgado nesta sexta-feira (13) pelo Banco Central, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o Brasil está de fato saindo da recessão. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) indicou o crescimento em comparação ao segundo trimestre.

“A economia está voltando, saímos da recessão agora, vamos oficialmente sair da recessão. Estamos retomando o crescimento econômico. Nossos desafios são justamente transformar essa recuperação cíclica desses últimos três meses e que deve se projetar para o ano que vem em torno de 3%, 3,5%, 4%”, ressaltou Paulo Guedes ao participar do 39° Encontro Nacional de Comércio Exterior.

“Essa forte recuperação cíclica, temos aí um ano e pouco para transformar isso na retomada de crescimento sustentável. Ou seja, ao invés de uma onda de consumo, numa forte recuperação cíclica, expandindo a utilização da capacidade ociosa. O desafio é transformar isso na ampliação da capacidade produtiva, que são os investimentos, é transformar a onda de consumo na onda de investimentos”, acrescenta o ministro.

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajudar o Banco Central a tomar decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic. Incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos.

Medidas do Governo

O ministro da Economia detalhou algumas das medidas adotadas pelo Governo Federal que foram fundamentais para que o Brasil retomasse a trajetória de crescimento. Entre elas, as reformas da previdência e administrativa. Guedes afirmou ainda que a retomada da economia ocorrerá sem o aumento de impostos.

“Atacamos primeiro os privilégios da previdência social, depois derrubamos os juros e teremos uma economia de juros de R$ 400 bilhões”, explica Guedes. “Finalmente, a terceira grande despesa, que eram os salários do funcionalismo público, o custo da máquina, fizemos uma reforma administrativa cuja estima conservadora é de R$ 300 bilhões de economia nos próximos dez anos.”

Guedes citou também que o Governo está aprovando marcos regulatórios importantes em áreas como saneamento e gás natural para acelerar a atração de investimentos para o Brasil. E a crescente digitalização dos serviços públicos que tem aumentado a produtividade e gerado economia.

Auxílio Emergencial

O pagamento do auxílio à parcela da população que mais sofre os impactos financeiros do novo coronavírus foi outra medida apontada por Paulo Guedes como importante. “Mostramos que a saúde e vida dos brasileiros em primeiro lugar. Gastamos o que era para ser gasto. O resultado é que o Brasil atravessou a crise e já voltou, saindo da recessão e retomando o crescimento com as reformas.”

Criação de empregos

O ministro destacou a retomada dos empregos como um sinal da retomada da economia brasileira. “Criamos 300 mil empregos em setembro, foram 100 mil em julho, 200 mil em agosto. O ritmo está tão forte que talvez seja difícil manter esse ritmo. Mas a verdade é que estamos com uma perda de emprego este ano em torno de 550 mil, menor que a perda de empregos que o Brasil teve na recessão de 2015”.

A construção civil foi indicada como um dos impulsionadores da alavancagem da economia. “Com os juros baixos e o câmbio alto, os investimentos estão voltando. (…) Durante a crise generalizada, o setor de construção civil criou empregos e agora está acelerando as contratações”, relata o ministro.

Fonte: gov.br – Imagem de destaque: Reprodução/AEB

Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (JOJOJO).

Assinatura Leitor Prêmio

Print Friendly, PDF & Email