Paraná: Parceria reduz juros para empreendedores de Ponta Grossa

Paraná: Parceria reduz juros para empreendedores de Ponta Grossa
Atendimento na sede da Fomento Paraná em Curitiba. Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Objetivo da parceria entre a Fomento Paraná e a prefeitura é estimular a retomada econômica por meio de um subsídio de 6 pontos percentuais ao ano na taxa de juros dos financiamentos das linhas Microcrédito Fácil e Paraná Recupera – Transportes.

A Fomento Paraná e a Prefeitura de Ponta Grossa formalizaram uma parceria para criação do Programa de Fomento ao Empreendedorismo de Ponta Grossa. A iniciativa tem por objetivo fomentar a retomada das atividades econômicas no município por meio de um subsídio de 6 pontos percentuais ao ano na taxa de juros dos financiamentos das linhas Microcrédito Fácil e Paraná Recupera – Transportes.

O Programa de Fomento ao Empreendedorismo de Ponta Grossa foi instituído pela Lei Municipal nº 13.804, de agosto de 2020, com o objetivo de possibilitar o acesso ao crédito e incentivar a geração de emprego e renda para empreendedores informais, microempreendedores individuais e microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil.

Pela lei, o município fica autorizado direcionar até R$ 3 milhões do orçamento próprio para manter o programa. A expectativa é incentivar os empreendedores a manter e formalizar seus negócios e promover a inclusão e o acesso a serviços financeiros, especialmente para a população de baixa renda. A medida atende aos dispositivos da Lei Complementar Federal nº 123, que instituiu o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

“Este é mais um exemplo de atenção às necessidades dos empreendedores. O município criou uma legislação municipal específica para apoiar os pequenos negócios por meio de um fundo para equalizar e reduzir as taxas de juros diminuindo os custos do crédito para alavancar a produtividade dos pequenos negócios”, afirma o economista Heraldo Neves, diretor-presidente da instituição financeira estadual.

De acordo como ele, Foz do Iguaçu e Guarapuava também adotaram soluções nesse modelo e conseguiram atrair a atenção de milhares de donos de pequenos negócios, que puderam se financiar com crédito a juros baixos e prazos alongados para pagamento e inclusive de carência pela linha Paraná Recupera. Somente em Foz do Iguaçu foram contratados mais de R$ 15 milhões em crédito com juros subsidiados em menos de seis meses. Em Guarapuava foram outros R$ 5,9 milhões.

“Este é o melhor modelo a ser seguido. Hoje há diversas opções de fundos e ferramentas para oferecer garantias ao crédito, que era uma grande necessidade do mercado. Agora é importante que os gestores públicos trabalhem em mecanismos na legislação para reduzir as taxas de juros. Nós seremos sempre parceiros dessas iniciativas”, afirma o diretor-presidente.

De acordo com o prefeito Marcelo Rangel, a expectativa é que o programa possa alavancar até R$ 20 milhões em operações de crédito. “Estamos preparados com nossos agentes de crédito na Sala do Empreendedor e esperamos atender mais de 1,6 mil empreendimentos do comércio, do setor de serviços, pequenas indústrias, empreendimentos informais que poderão se formalizar e aumentar a produção e a renda”, disse.

Para a coordenadora de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação da Secretaria Municipal da Fazenda de Ponta Grossa, Tonia Mansani Mira, a implantação do Programa de Fomento ao Empreendedorismo com uma linha de microcrédito com juros reduzidos para autônomos, MEIs e microempresas vem a somar para a consolidação da política pública de apoio aos pequenos negócios. “Essa parceria com a Fomento Paraná é de extrema importância para a retomada de crescimento em nosso município”, disse ela.

FUNCIONAMENTO – Os novos financiamentos de Microcrédito Fácil do Programa de Fomento ao Empreendedorismo de Ponta Grossa estarão disponíveis a partir desta segunda (16), na Sala do Empreendedor de Ponta Grossa. Os créditos estão limitados a R$ 5 mil para pessoa física ou empreendimentos em início de atividade; até R$ 10 mil para MEIs e microempresas formalizadas, mas com menos de um ano de atividade, e até R$ 20 mil para MEI e Microempresas com mais de 12 meses de atividade registrada.

Com a redução de 6 pontos percentuais ao ano, os financiamentos de microcrédito para empreendedores pontagrossenses ficarão com taxas de juros a partir de 0,26% ao mês no Banco da Mulher Paranaense, para empreendimentos que tenham mulheres como proprietárias ou sócias, e a partir de 0,41% ao mês para empreendimentos em geral nas condições informadas. O prazo para pagamento é de até 36 meses, com três de carência para começar a pagar.

VANS DE FRETAMENTO – A partir de 23 de novembro o Programa de Fomento ao Empreendedorismo de Ponta Grossa também vai atender os donos de vans que atuam no fretamento de pessoas no segmento de turismo ou no transporte escolar. Eles poderão ter acesso aos recursos da linha Paraná Recupera – Transportes. Nesse caso, a taxa de juros será zero e o prazo para pagamento, com nove meses de carência, será de 36 meses.

Para ambos os casos a redução da taxa de juros é válida somente para os empreendedores que pagarem as parcelas do crédito em dia.

Também participaram do evento de apresentação do programa, na semana passada, o diretor de Mercado, Renato Maçaneiro, e os assessores Vinícius Rocha e Emília Belinati, e o secretário municipal da Fazenda, Cláudio Grokoviski.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email