SP: Aplicativo “Remédio Agora” ultrapassa marca de meio milhão de agendamentos

SP: Aplicativo “Remédio Agora” ultrapassa marca de meio milhão de agendamentos

Em seu primeiro ano de funcionamento, ferramenta já conta com mais de 109 mil pessoas cadastradas para retirada de medicamentos.

O aplicativo “Remédio Agora”, implantado pelo Governo do Estado para facilitar a retirada de remédios de “alto custo” nas Farmácias de Medicamentos Especializados, superou a marca de meio milhão de agendamentos.

Lançada em setembro de 2019, a ferramenta avisa sobre a disponibilidade de remédios, permite que o paciente agende a data e o horário para retirada de medicamentos e, ainda, o reagendamento se a pessoa não puder comparecer.

Em seu primeiro ano de funcionamento, o aplicativo já acumula 109,6 mil cadastros e 513,9 mil agendamentos. A meta é que o sistema seja adotado por todos os pacientes das farmácias cadastradas, pois facilita as rotinas do paciente e das unidades.

Em média, o uso do app reduz em 25% o número de pessoas dentro de cada farmácia. Além disso, os agendamentos também reduzem o tempo de espera: em cerca de 15 minutos, o paciente sai do serviço com seu medicamento em mãos.

Em meio à pandemia, o “Remédio Agora” também contribui com as medidas de prevenção da COVID-19, agilizando o atendimento e evitando aglomerações.

Na capital, o aplicativo está disponível nas farmácias Maria Zélia, Várzea do Carmo e Vila Mariana, que correspondem a 70% do total de usuários e 77% dos agendamentos. No Alto Tietê, foi implantado em Mogi das Cruzes; também já está disponível em Campinas e Ribeirão Preto, no interior de SP.

No app, o usuário pode programar a ida à farmácia e, com poucos “cliques”, selecionar os remédios que utiliza e marcar data e horário viáveis para retirá-los. Ao chegar na farmácia, basta clicar no botão digital “cheguei”, no próprio app, para confirmar a presença. Também é possível fazer a confirmação por meio de totens instalados nas unidades.

O Remédio Agora permite ainda o agendamento da renovação do pedido para obtenção do remédio. Assim, o usuário consegue cadastrar a data de retorno à farmácia para apresentar documentos pessoais, exames e receita atualizada para a nova solicitação.

“Esse aplicativo nos ajuda a atender a população com qualidade e agilidade para quem utiliza esses medicamentos especializados. Além de ser prático, é uma ferramenta que auxilia na prevenção da COVID-19 ao reduzir deslocamentos e tempos de permanência em espaços comuns”, diz o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

O aplicativo foi desenvolvido gratuitamente pela empresa Duosystem, especializada em inteligência e inovação e saúde, em parceria com a Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo).

Como utilizar

O app está disponível no Google Play para instalação em smartphones com sistema Android e na App Store, para quem utiliza iOS. É necessário ter acesso à internet para utilizá-lo.
Depois de instalar o aplicativo, o usuário deve cadastrar dados pessoais, como número do cartão SUS, data de nascimento e e-mail (não é obrigatório).

É preciso que o paciente já tenha feito uma primeira retirada na farmácia, pois o cadastro também requer o código do Recibo de Dispensação do Medicamento (número localizado no canto inferior direito do documento entregue na unidade). O cidadão deverá criar uma senha, que é sigilosa e precisa ser guardada para acessos posteriores.

O app indica a data do último comparecimento. O retorno deve ser marcado no intervalo de 30 dias, com uma margem de até três dias antes e três dias depois, para que o paciente possa manter a regularidade do tratamento.

Fonte: Governo de São Paulo

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email