Goiás: Saneago intensifica método não destrutivo em manutenções

Goiás: Saneago intensifica método não destrutivo em manutenções

Procedimento moderno para instalações e reparos em tubulações reduz custos, minimiza os danos ambientais e os transtornos à população.

Desde 2019, as equipes operacionais da Saneago têm intensificado o uso do método não destrutivo em manutenções para retirada de vazamentos e execução de novas ligações de água. Ao contrário do método convencional de abertura de extensas valas para realização desses serviços, o método não destrutivo é, justamente, uma alternativa para evitar escavações, bem como quebra de calçadas e vias.

Entre as vantagens, além da redução de transtornos à população, estão a precisão nos trabalhos, menor interferência no trânsito, facilitação da recuperação asfáltica e baixo impacto ambiental, devido ao mínimo volume escavado.

De acordo com o superintendente regional de Operações na Região Metropolitana de Goiânia, Alexandre Gomes, o procedimento é importante, especialmente, no caso de ruas muito movimentadas, pois possibilita que o serviço seja feito de forma subterrânea, com apenas dois pequenos furos – um próximo à porta do cliente e outro acima da rede, no caso de ligações de água.

“Isso melhora a qualidade do nosso trabalho, contribuindo ainda para a redução do índice de perdas na distribuição, por otimizar a retirada de vazamentos”, afirma o gestor, ao pontuar que a Companhia realizou previamente uma série de pesquisas e testes para iniciar a implementação da técnica. Desde então, os equipamentos necessários foram sendo adquiridos e sua utilização veio crescendo rapidamente.

Em 2019, com o sistema em fase de testes, houve apenas 22 serviços realizados com o novo método, e em 2020 até o mês de outubro já foram mais de 1.600 – com atividades executadas em cidades como Anápolis, Aparecida de Goiânia, Goiânia, Itumbiara, Rio Verde e Valparaíso de Goiás. Como afirma Alexandre, a expectativa para o próximo ano é ampliar ainda mais a utilização do método.

Ele explica que, apesar de o principal maquinário em questão ser a perfuratriz pneumática, o processo envolve um conjunto de ações: melhoria na sinalização, corte regular do asfalto, escavação e compactação adequadas, uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e uniformização das equipes. “O objetivo é aprimorar o acabamento do serviço para aumentar a satisfação do nosso cliente”, declara o superintendente.

Fonte: Governo de Goiás

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email